ARTIGOS

Melhore o diálogo interior


Geraldo Bonadio

A forma como você se comunica consigo mesmo, as palavras e expressões que utiliza em seu diálogo interior torna mais fácil ou mais difícil o seu dia a dia. As palavras, em especial aquelas utilizadas com seu mais constante interlocutor -- você mesmo -- facilitam ou dificultam o seu dia a dia. Elas nunca são neutras. Sempre mudam o seu modo de ser, para melhor ou pior.

Ao encerrar a jornada de trabalho e iniciar sua folga semanal, muitas pessoas em vez de darem graças a Deus pela energia, determinação e eficiência com que se desincumbiram das tarefas laborais, dizem, de si para consigo, com um ar de criança que perdeu doce, algo como: -- "Ainda bem que acabou! Estou me sentindo sufocado!".

Essas palavras funcionam como um toque de Midas às avessas. Transformam o ouro do repouso semanal num monte de lixo fedorento. Ao murmurá-las, a pessoa se condena a um fim de semana melancólico, com direito a uma segunda-feira ainda pior. Ao retomar as atividades, sua expressão facial lembrará a de um boxeador que pisa no ringue certo de que perderá a luta por nocaute.

Para livrar-se dessas maldições impostas a si mesmo, o passo inicial é mudar o seu repertório verbal. Pare de dizer a si mesmo que está furioso com fulano ou beltrano. Limite-se a dizer que eles o deixaram contrariado. Inversamente, ao avaliar um projeto de boa qualidade, não se limite a rotulá-lo como "interessante". Diga, em vez disso, que ele o deixou fascinado. Isso elevará o astral da equipe que o produziu. Ela, da próxima vez, fará algo ainda melhor.

Preste a máxima atenção ao que diz tanto aos outros como a si mesmo. E peça a Deus, em suas orações, que o ajude a fazer de suas palavras sementes de paz e bem-estar. Isso será muito bom para aqueles com quem convive e ótimo para você mesmo.

"Usem o tempo da melhor maneira possível, apesar de todos os males destes dias. Não fiquem com a mente confusa, mas apeguem-se firmemente àquilo que sabem ser a vontade do Senhor."

Carta de Paulo aos Efésios 5:16-17 Cartas para Hoje
Geraldo Bonadio é jornalista. geraldo.bonadio@gmail.com