ARTIGOS

A arte de construir a paz


Geraldo Bonadio

As pessoas residentes em outras cidades que não Sorocaba têm dela uma imagem composta exclusivamente -- ou quase isso -- com dados recolhidos no noticiário das grandes redes informativas. A cada um desses registros é provável que elas se perguntem por que tanta gente insiste em morar numa cidade infernal como a nossa.

O retrato não coincide com a realidade! -- reagirá, indignado o sorocabano. Realmente não coincide. E o mesmo pode ser dito das imagens que acorrem ao nosso pensamento, quando acompanhamos, em programas televisivos e redes sociais, as notícias do que ocorre em outras localidades.

Ninguém nega que Sorocaba dispõe de uma coleção de mazelas, várias das quais aguardam há décadas quem as enfrente e elimine. Não é menos verdadeiro que contamos com um grande número de pessoas e grupos engajados na promoção do bem -- coisa que raramente ganha espaço na mídia.

Advertem os pesquisadores da semântica geral, que há mais de 40 anos realizam análises críticas da mídia: "o mapa não é o território", mas uma imagem parcial. O interesse daqueles a quem se destina levará seus autores a dar prioridade aos restaurantes, pesqueiros ou acessos às cidades próximas. E o "mapa das notícias", criado pela mídia e consumido pela audiência? Este, constatam os semanticistas, em qualquer ponto do mundo e, com boas razões, no Brasil, destaca, invariavelmente, os conflitos e a violência.

Carecemos de um empenho geral, forte e constante, visando fazer deste país um espaço de convivência pacífica e fraterna -- coisa nada fácil, pois contraria os fortes interesses da cultura da violência. Invocando as bênçãos de Deus, fonte de toda paz, façamos o que esteja ao nosso alcance para transformá-lo, com alegria e esperança.

"No que depender de vocês, vivam em paz com todos."

Carta aos Romanos 12:18 Nova Versão Transformadora
Geraldo Bonadio é jornalista. geraldo.bonadio@gmail.com