SOROCABA E REGIÃO

Aparecidinha passa a exigir comprovante de endereço


A vacinação contra a febre amarela para os moradores dos 25 bairros da região de Aparecidinha, em Sorocaba, termina neste sábado (13), às 17h. Segundo a Secretaria de Saúde (SES), a partir das 8h teve início o Dia D da Ação Preventiva contra a doença na unidade, que fica na rua Joaquim Machado, 62, mas somente para os moradores da região.
Devido à crescente procura pela vacina da febre amarela por usuários de outras localidades, inclusive de outros municípios, a Secretaria de Saúde (SES), a partir deste sábado (13), em Aparecidinha, exige comprovação de moradia ou trabalho nas ações preventivas. De acordo com a SES, nas regiões que recebem as ações preventivas orientadas pela Secretaria do Estado, como é o caso de Aparecidinha, só devem ser vacinados moradores ou trabalhadores dessa região. 

Para ser vacinado, o morador dessa localidade precisa apresentar o documento de identidade com foto e comprovante de residência. Para quem trabalha nessa região da cidade é exigido documento de identidade com foto e um dos seguintes documentos: carteira de trabalho, holerite, declaração da empresa, crachá da empresa ou outro documento que comprove o vínculo empregatício. 
A campanha em Aparecidinha começou na última segunda-feira e nos quatro primeiros dias foram imunizadas 11.451 pessoas. O Dia D também conta com dois postos volantes, sendo um na Vila Amato (sede do condomínio), e outro no residencial Nikkey, situado na rua Dois, 356, das 8h às 15h30. A ação preventiva ocorre por orientação da Secretaria de Estado da Saúde, que preconiza medidas estratégicas de imunização em determinadas regiões de Sorocaba. 
Na manhã de sexta-feira (12), a UBS teve grande movimento e apesar da recomendação de imunização somente para os moradores da região de Aparecidinha, pessoas de outros bairros e até de outras cidades conseguiram tomar a vacina. Foi o caso do motorista Wellington Barros Amorim, 29 anos, que mora em Araçoiaba da Serra e tomou a vacina no local. "Eu trabalho em Sorocaba, no bairro do Éden, então, achei melhor me prevenir e já tomar a vacina contra a febre amarela", disse ele. (Da Redação)