ARTIGOS

Há espaço para todos


Geraldo Bonadio
Pedimos constantemente a Deus ajuda para sermos bem-sucedidos. Menos comum é pedirmos auxílio, bênçãos e felicidade para nossos semelhantes. Mais raras ainda são as ocasiões em que colocamos, diante dele, os anseios de quem conosco compete e pedimos que também prosperem e tenham paz.

Utilizamos, na oração, a lógica de quem divide pizza: o aumento do pedaço do outro ou a destinação de um deles a quem não estava na partição inicialmente prevista implica a inevitável redução da fatia que contávamos. Supomos não haver, no mundo, espaço e recurso suficientes para que todos vivam bem e realizem seus sonhos.

Pensamos a vida como campeonato: a classificação de um implica a eliminação de outro. Essa ideia resulta, no plano das políticas local e internacional, em ideologias que geraram e continuam gerando barbaridades de todos os calibres: esterilização maciça de populações, migrações compulsórias, perseguições religiosas e étnicas, extermínio de povos tidos como inferiores ou impossíveis de serem assimilados. Esses fatos estão nos livros de história e também no noticiário.

A lógica de Jesus é outra.

Se uma família ganha um novo filho, o amor dos pais pelos anteriores em nada diminui. De igual maneira, o Pai celestial ordenou o mundo de tal forma que o êxito de uma pessoa não reduz ou elimina as chances de as demais serem bem-sucedidas. Antes, as alarga, abrindo campos e rasgando horizontes de cuja existência não se suspeitava anteriormente.

Jamais "morra de inveja" porque o concorrente cresce. Peça ao Senhor que o abençoe ainda mais. Isso não diminuirá as bênçãos reservadas a você, pois a bondade do Eterno é infinita. Sua lógica ultrapassa nosso acanhado entendimento e estreitos parâmetros. Ela multiplica vitórias como Jesus, em mais de uma ocasião, multiplicou pães e peixes para saciar a fome de multidões.

"Não adianta trabalhar demais para ganhar o pão, levantando cedo e deitando tarde, pois é Deus que dá sustento aos que ele ama, mesmo quando estão dormindo."

Salmo 127:2 Nova Tradução na Linguagem de Hoje
Geraldo Bonadio é jornalista. geraldo.bonadio@gmail.com