SOROCABA E REGIÃO

Estacionamento irregular na rodoviária gera reclamações


Quem trafega pelas imediações da Estação Rodoviária de Sorocaba, mais exatamente pelas ruas Pandiá Calógeras e Joubert Wey, convive com o dilema de dividir o espaço das vias com carros que estacionam irregularmente, algumas vezes em fila dupla, para levar ou buscar passageiros que viajam de ônibus. O assunto teria sido levado ao conhecimento da Urbes que, segundo os reclamantes, não tomou qualquer providência até o momento.

Em nota, porém, a empresa negou que tenha se omitido em relação ao problema. Informou que realiza diariamente fiscalização no local e que, desde junho deste ano até o momento foram atendidas 101 ocorrências nas rua Pandiá Calógeras e Joubert Wey, onde as irregularidades são constatadas.

A situação se agravou de tal maneira, que o posto de combustível instalado na avenida Pereira Inácio, acabou se transformando em ponto de parada. O coordenador do estabelecimento, Marcelo Augusto Magalhães, disse que já há bastante tempo tem se estressado com infratores que estacionam irregularmente. Ele reclama da falta de fiscalização e contesta a versão da Urbes. "Eu pouco vejo os amarelinhos aqui. Pode perguntar aí e você vai ver que eles não aparecem. Se vieram, foi em horário que o posto estava fechado. Eu e o pessoal que trabalha comigo não vimos nada. Se fosse assim, não estaria essa confusão."

O Cruzeiro do Sul esteve no local nesta sexta-feira, 29, e constatou que realmente os carros param onde não é permitido, o que gera inconvenientes e transtornos a quem precisa circular. A professora Norma Camargo Santos que abasteceu o automóvel enfrentou dificuldades para sair. "É um desrespeito. A gente tem de seguir, mas olha só quantos carros ficam aí parados esperando por quem chega de viagem. E nós temos de esperar a boa vontade deles", reclamou.

Durante o tempo de permanência da reportagem, Marcelo interveio três vezes para pedir aos condutores que não estacionassem ali. "Hoje ainda está tranquilo; tem dia que nós mal conseguimos trabalhar. Em algumas das situações, os motoristas reclamam e querem criar caso. Dizem que não somos fiscais e não temos autoridade para fazer eles saírem. Só que isso atrapalha o movimento e compromete os clientes."

O taxista André Bueno também está inconformado. Ele disse que os motoristas costumam parar até mesmo nos locais reservados aos ônibus e táxis, obrigando os motoristas a pararem no meio da rua para o embarque e desembarque de passageiros. "É um caos isso aqui. Ninguém consegue circular. Já reclamamos na Urbes, mas até agora nada foi feito. É uma vergonha. Quando é para multar, eles mostram serviço; na hora de atender a quem precisa, fica essa bagunça que ninguém resolve."

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), estacionar ao lado de outro veículo em fila dupla é infração grave, com multa de R$ 195,23, cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e remoção do veículo.


Ônibus são impedidos de estacionar no ponto de parada - CORTESIA Ônibus são impedidos de estacionar no ponto de parada - CORTESIA