REFLEXÃO

Construa a paz no dia a dia


Geraldo Bonadio
Na família ou em coletivos amplíssimos, como a nação, a convivência harmoniosa depende do entendimento e aceitação dos requisitos básicos de relacionamento.

Construir esse pacto e prevenir confrontos escancarados ou pressentidos, reclama trabalho duro, persistência e disposição de escutar, sem escândalos ou explosões, ideias com as quais não estamos habituados. O resultado compensa plenamente, pois elimina desconfianças estressantes.

Sun Tzu, o mestre chinês da estratégia, diz que "os habilidosos na arte de guerrear dominam o exército inimigo sem lhe dar batalha". A efetiva composição de interesses vai muito além disso: dá um passo decisivo para transformar o inimigo de hoje no aliado de amanhã.

Neste ano recém-iniciado, procure zerar, em todos os cenários da vida, o desgaste de energia, a perda de tempo, os gastos desnecessários e, não raro, os ferimentos e até a perda de vidas geradas pelos entrechoques evitáveis. Conseguirá um sensível desafogo, um expressivo relaxamento de tensões e um apreciável ganho de qualidade de vida.

Poucas coisas o deixam tão próximo da felicidade do que sair para o trabalho na certeza de que as horas nele envolvidas lhe proporcionarão interações agradáveis, desafios estimulantes e a alegria do trabalho bem feito.

Some a isso a possibilidade de, finda a jornada, retornar à casa e vivenciar o amor pelo cônjuge e pelos filhos e terá uma daquelas coisas que efetivamente não têm preço.

Quase sempre essa chance de desfrutar da paz interior está ao seu alcance. Não onera o cartão de crédito, não esvazia a carteira e nem esgota a conta bancária. Peça a Deus essa dádiva, em nome do Senhor Jesus e faça o que lhe cabe para consegui-la.

"Que o próprio Jesus Cristo, nosso Senhor, e Deus, nosso Pai, que nos amou e pela graça nos deu eterno conforto e maravilhosa esperança, os animem e fortaleçam em tudo de bom que vocês fizerem e disserem."

2ª Carta aos Tessalonicenses 3:16
Geraldo Bonadio é jornalista. geraldo.bonadio@gmail.com