SOROCABA E REGIÃO

Corpo da mãe de menina abandonada é encontrado



No início da tarde desta segunda-feira (25) a Polícia Militar (PM) foi acionada por moradores que avistaram o corpo de uma mulher boiando na represa de Itupararanga, em Votorantim. Identificada como Juliana Jovino, de 24 anos, a mulher morta é mãe da menina de dois anos que foi encontrada sozinha no início da manhã de Natal, usando apenas fralda, em uma rua do Jardim Novo Eldorado.
+ Criança é abandonada no Jardim Novo Eldorado

Segundo informações da PM, o Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar o corpo da água. Juliana estava usando apenas roupas íntimas e não tinha sinais de agressão. De cabelos ruivos, a vítima foi reconhecida por familiares através de fotos.

Parentes de Juliana, que estiveram na Delegacia de Votorantim, contaram aos policiais que a moça saiu de casa na manhã de domingo dizendo que passaria o Natal na casa de uma amiga no Jardim Itanguá, em Sorocaba. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba e o caso está sendo investigado.

Criança abandonada

A filha da vítima, uma menina de dois anos, foi encontra no início da manhã de Natal. Ela estava suja, usando somente uma fralda e foi encontrada abraçada a uma árvore pelo pintor Marco Antônio Martins, de 57 anos, que andava a pé às 9h30 pela rua Celina Stela Corradi, próximo da rodovia Raposo Tavares (SP-270). A criança não aparentava sinais de violência.

O morador levou a criança para sua residência, onde ela recebeu cuidados de higiene. "O milagre de Natal, neste caso, foi essa menina ter sido encontrada. Poderia ter passado um veículo em alta velocidade na rua e a atropelado, ou alguém com más intenções tê-la levado", contou. A criança não soube dizer o próprio nome e nem dos familiares: pronunciava as palavras "mamãe" e "vovó". Mas chegou a mencionar que fora deixada ali por alguém.

A criança foi encaminhada a uma entidade assistencial para acolhimento e medidas protetivas. De acordo com a conselheira Luciana Mattos Campanati, do Conselho Tutelar de Sorocaba, que esteve no local, o caso pode foi apresentado no Plantão Policial Norte. Até o final da tarde, a mãe da menina ainda não havia sido localizada e era cogitado o crime de abandono de incapaz.