Mais Cruzeiro

Prefeitura inaugura Pinacoteca na terça

Obras pertenciam a acervo técnico de museus e ocuparão sete salas do Chalé Francês
Queremos disponibilizar às pessoas um acervo que é delas, é dinheiro público”, diz Werinton Kermes – Crédito da foto: Erick Pinheiros

A Prefeitura, por meio da Secretaria da Cultura (Secult) inaugura, já na próxima terça-feira, às 18h, a Pinacoteca de Sorocaba. Uma pinacoteca é um museu que abriga obras de arte, especialmente pinturas. Na sexta-feira, a reportagem do Mais Cruzeiro esteve no local que abrigará as obras, o Chalé Francês, e verificou que o espaço estava passando por pequenos reparos como pintura interna, adaptação de iluminação e instalação de ar-condicionado. Os quadros, inicialmente cerca de 60, ocuparão sete salas e, conforme o secretário Werinton Kermes, ainda estavam sendo selecionados pela museóloga Daniella Moreira.

Com a inauguração da Pinacoteca, a região da praça Matheus Maylasky ganha mais um reforço na proposta de transformar aquela localidade num centro cultural, já que funcionará em frente ao Museu da Estrada de Ferro Sorocabana (Mefs), ao lado do Museu de Arte Contemporânea (Macs) e próxima ao Museu do Esporte.

A museóloga Daniella Moreira e a chefe de Patrimônio Histórico, Claudia Ribeiro, estiveram sexta-feira na Pinacoteca do Estado de São Paulo, onde foram buscar informações técnicas para esse trabalho. De acordo com elas, o curador José Augusto Ribeiro falou que as portas da Pinacoteca de São Paulo estão abertas para parcerias com Sorocaba. A museóloga conta que o objetivo foi entender como é feita a gestão do acervo, o contato com os produtores e as montagens de exposição, e quais são as perspectivas de crescimento do acervo de uma pinacoteca.

Leia mais  Deise Cipriano, do Fat Family, morre aos 39 anos

Conforme o secretário, pelo menos 150 obras foram encontradas quando houve a transferência do acervo pertencente à reserva técnica dos museus, que estava no Palacete Scarpa, para o Arquivo Público e Histórico Municipal, também conhecido como Arquivo Central da Prefeitura. “Foi ali que recebemos a surpresa do acervo pinacotécnico que o município possui.” Werinton afirma que como estava tudo guardado, embalado, ele não tinha tido acesso ao material. “Nem o próprio poder público sabia o que tinha ali. Quando a gente viu o patrimônio, a museóloga Daniella sugeriu que a saída para preservar era ter um espaço adequado, como uma pinacoteca.” Ainda de acordo com o secretário, o que mais chamou a sua atenção, ao se deparar com esse acervo, foi a quantidade de trabalhos do artista sorocabano Zezé Correa, que retratam a cidade nas décadas de 1940 a 1960. “Também foram encontrados muitos quadros de Marangoni e obras mais recentes, como de Pastura”, disse. Alguns quadros são conhecidos dos sorocabanos e fazem parte da memória afetiva das pessoas, acredita Werinton, pois foi o que aconteceu com ele.

Leia mais  Universo infantil é atração de festival neste fim de semana em Sorocaba

Sobre as obras estarem empacotadas em depósito, Werinton comenta que, pelo que apurou, é uma história que vai além dessa gestão. Já com relação à origem, não soube dizer quais obras estavam em que museus. O que sabe é que parte do acervo é resultado de compras feitas pelas gestões municipais, outra parte veio de doações e teve ainda os quadros que estavam na Câmara, quando esta ficava localizada no Centro, e que não foram levados na mudança para o Alto da Boa Vista.

Acervo é da população

Além de sete salas com obras, a Pinacoteca de Sorocaba terá um espaço para acervo técnico, onde ficarão obras em condições de serem expostas em outros momentos. A ideia, disse o secretário da Cultura, Werinton Kermes, é que as exposições sejam trocadas de tempos em tempos e assim o público sempre terá novidades para ver no museu.
Werinton afirma que o espaço também estará à disposição de artistas plásticos de Sorocaba para realizarem suas exposições. “O objetivo principal da criação da Pinacoteca é preservar o acervo que pertence ao município e além disso queremos é viabilizar o acesso das pessoas a essas obras. O que vinha acontecendo é um crime, manter arte a sete chaves. Queremos disponibilizar às pessoas um acervo que é delas, é dinheiro público”, enfatizou.
O Chalé Francês fica na avenida Afonso Vergueiro, 280, no Centro. É um casarão localizado na praça Matheus Maylasky, em frente à antiga Estação Ferroviária de Sorocaba. A Pinacoteca funcionará de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. A entrada será gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (15) 3211-0143 ou 3211-0578.

Comentários