Cultura

Teatro gratuito chega a escolas públicas de Sorocaba esta semana

"Quase no quintal de casa” é voltado a difundir o respeito ao meio ambiente e a valorização das experiências coletivas
Teatro gratuito chega a escolas públicas
A peça foi viabilizada pela Lei de Incentivo à Cultura, do governo federal. Crédito da foto: Guilherme Pimenta / Divulgação

Sorocaba é palco, esta semana, do encerramento da primeira fase do projeto “Quase no quintal de casa”. Um espetáculo voltado a difundir o respeito ao meio ambiente e a valorização das experiências coletivas, adquiridas com as dificuldades que as comunidades em situação de vulnerabilidade social enfrentam no dia a dia, será apresentado em três escolas.

Leia mais  'Encontro marcado' é apresentada no Teatro Escola Mario Persico

 

As sessões, gratuitas e abertas ao público, ocorrem quarta-feira (18) na Escola Municipal Ronaldo Campos de Arruda, no Jardim Josane, às 10h e às 13h30; na quinta (19), na Escola Municipal Oswaldo de Oliveira, das 10h e 13h30, no Éden; e na sexta (20), na Escola Estadual Dr. Gualberto Moreira, às 13h30, também no Éden.

O projeto, viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura (antiga Lei Rouanet), do Ministério da Cidadania, é uma iniciativa do Instituto Cultural Vasco Carmano Gonçalves e tem sua execução pelos artistas da Cia de Teatro Era Uma Vez.

A temporada teve início em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, em Cubatão. Desde então, foram realizadas 25 apresentações gratuitas em escolas públicas e também abertas à população, entre os meses de junho e agosto.

Com uma produção cuidadosa, o espetáculo envolve crianças de 6 a 10 anos em uma atmosfera que varia entre magia e realidade.

Com texto e a direção de Alexandre Camilo, o espetáculo acompanha a história de Naldo, um menino que ao realizar um trabalho escolar sobre o meio ambiente descobre, quase sem querer, que há vida no mangue.

Ao se deparar com a riqueza do lugar, Naldo descobre também que os habitantes do mangue estão revoltados com a quantidade de lixo jogada lá, sem nenhuma consciência, pelos seus vizinhos.

Dessa forma ele conhece Gilda Guará, uma guará-vermelho, Caco, que é um caranguejo-uçá, e Luva, uma espécie de cachorro do mato, conhecido também como “Mão pelada”. Esses animais, cada qual um importante representante de sua espécie, estão preocupados com o destino do mangue.

Ao conhecer seres tão diferentes do seu mundo, mas tão próximos a sua realidade, Naldo se desperta para a responsabilidade de cuidar do meio ambiente. O elenco é composto por André Garcia, Dani Vilarinho, Leo Balt, Luciana Riccio, Pedro Amaral e Vitória Salles. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO