fbpx
Cultura

Scratch Kombat: Sorocaba sediará competição entre DJs

Evento acontecerá no próximo dia 20 e primeiros colocados se classificam para o Amateur DJ Brasil
Sorocaba sediará competição entre DJs
O evento contará com a participação de 11 DJs da região e terá um pocket show com o grupo Filosofia de Rua. Crédito da foto: Divulgação

Responsável por comandar um dos quatro elementos artísticos que compõem a chamada cultura hip hop, preconizada pelo produtor musical norte-americano Africa Bambaataa — ao lado do MC, grafite e break –, o DJ (disk-jóquei) terá um evento regional para chamar de seu. Trata-se do Scratch Kombat, que ocorrerá em Sorocaba no próximo dia 20, na sede do Clube 28 de Setembro, das 14h às 22h, com entrada gratuita. O evento contará com a participação de 11 DJs da região e terá um pocket show com o grupo Filosofia de Rua.

Leia mais  Hip hop e ritmos africanos se unem no Experimentasom

 

Desdobramento de uma série de encontros abertos mensais com foco formativo, com oficinas da técnica de turntablism, o evento terá pela primeira vez caráter competitivo. Os três primeiros colocados serão classificados para a final do Amateur DJ Brasil, que ocorrerá no final do ano, na capital paulista. A etapa classificatória, realizada em parceria com a Arame Records, trará à cidade DJs de renome internacional para atuarem como jurados, como DJ Blaizer, Slick, RJay e Sylvio Muller.

Pouco valorizada

O Scratch Kombat é idealizado pelo sorocabano Benedito Baptista Machado, conhecido como Bndee, e seu sobrinho Hudson, que, por influência de seu tio, DJ há mais de 30 anos e considerado o pioneiro da discotecagem na cidade, ficou conhecido na cena hip hop como DJ Subrinho. O evento, segundo eles, busca enaltecer a importância do DJ e do vinil no mercado de entretenimento, além de sua contribuição e influência histórica ao surgimento e construção da cultura hip hop.

Bndee afirma que, apesar de comandar uma arte consolidada nas periferias do Brasil, o DJ é uma figura pouco valorizada no Brasil e frequentemente associada à figura que apenas reproduz músicas em baladas. “Por não ter origem brasileira, infelizmente pouca gente conhece bem, mas é uma cultura muito interessante, que usa o toca-discos como instrumento musical”.

Aliás, um dos objetivos do Scratch Kombat é promover o turntablism, termo criado em 1995 para descrever a diferença entre um DJ que apenas reproduz discos daquele que exerce uma ação artística e performática de criação das músicas usando toca-discos. Bndee acrescenta que esse tipo de evento também procura contribuir com a formação de novos DJs na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Diferentemente das dificuldades enfrentadas por sua geração, ele avalia que atualmente há melhores condições de acesso a discos e equipamentos de ponta, com baixo custo. “Queremos passar informação e levar essa cultura rica para a frente. Hoje, com a internet e com os recursos digitais, está tudo muito mais fácil. Na minha época era tudo muito caro e a gente tinha que fazer muita gambiarra”, revela.

Baseado no regulamento dos grandes concursos internacionais do gênero, como o DMC World, a seletiva para o Amateur DJ Brasil terá apresentações de onze participantes da região já convidados e confirmados. Cada DJ terá quatro minutos para sua performance e o júri levará em conta os critérios de criatividade, noção de tempo, ritmo, scratch (técnica de “arranhar” o disco para produzir efeito sonoro) e back 2 back (uso de dois discos para criar uma música inédita).

Os DJs participantes da seletiva são Sarda, Bira, Kinder, Laio, Flocos, Waguinho e Preto, de Sorocaba; Rodrigo Guedes e Joe, de Iperó, Pantera, de Saldo de Pirapora, e Zarif, de Boituva. (Felipe Shikama)

Comentários

CLASSICRUZEIRO