Cultura

Salas de cinema têm filmes para adultos e crianças

O longa “Detetives do Prédio Azul 2 - O Mistério Italiano” é uma continuação do sucesso de 2013
Salas de cinema têm filmes para adultos e crianças
“Detetives do Prédio Azul 2 – O Mistério Italiano” tem no elenco o ator Diogo Vilela – Foto: Divulgação

As salas de cinema de Sorocaba recebem nesta quinta-feira (13) duas novidades. As opções são tanto para a criançada, que começa a entrar em férias escolares, quanto para os adultos. O longa “Detetives do Prédio Azul 2 – O Mistério Italiano” é uma continuação do sucesso de 2013, baseado na série infantil do canal Gloob. Dirigido por Vivianne Jundi, o filme promete muito mistério e diversão, assim como nas aventuras anteriores, mas dessa vez com um cenário internacional.

Os detetives Pippo (Pedro Henriques Motta), Bento (Anderson Lima) e Sol (Leticia Braga) vão até a Itália, onde acontece também a Expo-Bruxo, o maior evento de bruxaria do mundo. O objetivo é investigar o sumiço da feiticeira Berenice (Nicole Orsini), que foi sequestrada pelos bruxos Máximo e Mínima Buongusto. O elenco adulto conta com destaques como o ator Diogo Vilela e Fabiana Karla.

Salas de cinema têm filmes para adultos e crianças
“Uma noite em 12 anos” é ambientado no período ditatorial no Uruguai – Foto: Divulgação

A outra estreia da semana nas salas de cinema é “Uma noite em 12 anos”. O filme, ambientado no período ditatorial no Uruguai, narra a jornada de sobrevivência enfrentada por três amigos no cárcere: José Mujica (Antonio de la Torre), que acabou por se tornar presidente do país, Mauricio Rosencof (Chino Darín), jornalista e escritor, e Eleuterio Fernández Huidobro (Alfonso Tort), ex-ministro da Defesa.

O longa retrata situações de tortura física e psicológica, experimentos secretos e privações passados ao longo dos anos de prisão dos três, que eram membros do Movimento de Nacional Libertação Tupamaros, um grupo guerrilheiro marxista-leninista de oposição ao governo militar. O filme é dirigido por Alvaro Brechner, conhecido pelas obras “Mal día para pescar” e “Mr. Kaplan”. 

Comentários
Assuntos

CLASSICRUZEIRO