fbpx
Cultura

Salas de cinema em Sorocaba estreiam quatro filmes nesta quinta (14)

“Ford vs. Ferrari” é um dos destaques, além da nova versão de “As panteras”, “Invasão ao serviço secreto” e a comédia nacional “Os parças 2”
Cinemas tem 4 estreias
“Ford vs. Ferrari”. Crédito da foto: Divulgação

Se depender do elenco, o destaque dentre as estreias desta quinta-feira (14) nas salas de cinema de Sorocaba fica para o longa “Ford vs. Ferrari”. O drama que conta a história real de um visionário desginer automotivo é estrelado por dois vencedores do Oscar: Matt Damon e Christian Bale. O pacote de novidades desta semana conta, ainda, com mais três títulos de gêneros variados: a ação “As panteras”, a aventura “Invasão ao serviço secreto” e a comédia nacional “Os parças 2”. Já na próxima quarta-feira (20), a cidade recebe sessões de pré-estreia do terror “Medo profundo — o segundo ataque” e da história de guerra “Midway – batalha em alto-mar”.

“Ford vs. Ferrari” acompanha a história do designer automotivo americano Carroll Shelby (Damon) e do piloto britânico Ken Miles (Bale) que, juntos, lutaram contra o domínio corporativo, as leis da física e seus próprios demônios pessoais para construir um carro de corrida revolucionário para a Ford Motor Company assumir o controle das pistas e derrotar os carros dominantes de Enzo Ferrari. Carol Shelby projetou o Ford GT 40 e Ken Miles dirigiu o veículo na corrida de 1966, em Le Mans, na França. O longa dirigido por James Mangold tem no elenco Jon Bernthal, Caitriona Balfe e Josh Lucas.

Novas panteras e serviço secreto

Cinemas tem 4 estreias
“As panteras”. Crédito da foto: Divulgação

A véspera do feriado também conta com a estreia de uma nova versão de “As panteras” que marca o retorno de Kristen Stewart a Hollywood. Depois do fenômeno da saga “Crepúsculo”, Kristen Stewart se recolheu aos filmes mais independentes, como “Café society” (2016) e “Para sempre Alice” (2014), e ao cinema francês, fazendo dois longas com Olivier Assayas, “Acima das nuvens” (2014), pelo qual foi a primeira atriz americana a ganhar o César, e “Personal Shopper” (2016). Agora, ela está de volta a Hollywood com a versão 2019 de “As panteras”. “Não faço distinção entre ‘projetos para mim’ e projetos mais comerciais”, disse a atriz em entrevista durante o Festival de Zurique.

Leia mais  Abastecimento de água será interrompido em 133 bairros neste sábado

Em “As panteras”, um grupo de mulheres detetives lindas e sexy que trabalham para Charles Townsend, surgiram em 1976, com a série que ficou no ar até 1981. Ganharam sua primeira versão cinematográfica em 2000, estrelada por Cameron Diaz, Drew Barrymore e Lucy Liu, com uma sequência em 2003 que contou com a participação do brasileiro Rodrigo Santoro. A versão 2019 foi escrita e dirigida por uma mulher. “Quando os créditos finais surgem na tela e dizem ‘escrito e dirigido por Elizabeth Banks’, eu literalmente tenho vontade de me levantar e aplaudir. Porque não foi fácil para ela fazer o filme num estúdio comandado por homens. Não estávamos no topo das prioridades, ela realmente teve de provar seu valor”, comentou Kristen Stewart.

Em “As Panteras”, Stewart é Sabina Wilson, uma das detetives contratadas por Charles e supervisionadas por Bosley (Elizabeth Banks). Mas agora há outros Bosley, interpretados por Patrick Stewart e Djimon Hounson, porque a agência tornou-se internacional, o que leva as “panteras” a diversas partes do mundo, como Istambul e Rio de Janeiro — neste caso, com cenas rodadas em estúdio. O filme acompanha Elena Houghlin (Naomi Scott), que trabalha numa grande empresa de tecnologia que está desenvolvendo uma ferramenta perigosa. Ela tenta avisar aos superiores, mas não é ouvida — uma situação comum, especialmente para mulheres. Então contrata a agência de detetives para investigar a corporação e evitar uma tragédia, porém acaba se juntando à ação. Jane Kano (Ella Balinska), agente do MI-6, completa o trio.

Cinemas tem 4 estreias
“Serviço secreto”. Crédito da foto: Divulgação

Outra novidade é a ação “Invasão ao serviço secreto”, terceira parte de uma surpreendente franquia inaugurada em 2013, cujo faturamento beira US$ 1 bilhão, em grande medida apoiada pelo carisma do cinquentão escocês Gerard Butler, o Rei Leônidas de “300” (2007). Novamente dirigida por Ric Roman, Butler repete o papel do agente Mike Banning, antes envolvido com terroristas na alta cúpula do poder dos EUA (em “Invasão à Casa Branca”, lançado há seis anos) e com antipatizantes do presidente americano na Inglaterra (“Invasão a Londres”, de 2016). “’Invasão ao serviço secreto’ está repleto de referências à dependência de analgésicos, adulteração de eleições na Rússia, contratados de defesa privada ao mesmo tempo em que evita aderir a qualquer ponto de vista que possa alienar o público”, observa Ben Kenigsberg, crítico do New York Times.

Leia mais  Consumo de água em Sorocaba está acima da média definida pela ONU

Comédia nacional

Cinemas tem 4 estreias
“Os parças 2”. Crédito da foto: Divulgação

Para quem curte comédia nacional, a novidade é “Os parças 2”, continuação do longa de 2017 protagonziado por Whindersson Nunes, Tom Cavalcante, Tirullipa e Bruno de Luca. A sequência tem novamente no elenco Paloma Bernardi e Taumaturgo Ferreira e conta com participações de Fabiana Karla, a cantora Simone, da dupla sertaneja Simone e Simaria, e os ex-jogadores de futebol Amaral e Falcão. No primeiro longa, Toinho (Tom), Ray Van (Whindersson), Pilôra (Tirullipa) e Romeu (Bruno) bagunçaram o casamento da bela Cíntia (Paloma), filha do contrabandista Vacário (Taumaturgo). Agora, com Romeu e Cíntia apaixonados, eles vão tentar pagar suas dívidas montando uma agitada colônia de férias para adolescentes. Mas os problemas de Vacário com a Justiça e com um mafioso prometem tornar a zoeira ainda maior.

Pré-estreias

Cinemas tem 4 estreias
“Medo profundo – o segundo ataque” tem pré-estreia na quarta. Crédito da foto: Divulgação

Já na próxima quarta-feira (20), mais dois longas chegam à cidade em caráter de pré-estreia. Misto de terror com suspense, o longa britânico “Medo profundo: o segundo ataque” é ambientado no Brasil e acompanha um grupo de cinco amigas aventureiras viaja até Recife, para conhecer as ruínas de uma cidade subaquática, no litoral da cidade. No entanto, durante o passeio pelo fundo do mar, elas descobrem que não estão sozinhas e os verdadeiros “moradores” do local não estão muito satisfeitos com as visitas. A direção é de Johannes Roberts.

Leia mais  Idosa realiza sonho de publicar um livro

Já “Midway — batalha em alto-mar”, dirigido por Roland Emmerich, mostra a perspectiva de soldados e aviadores que lutaram bravamente durante a Batalha de Midway, no Oceano Pacífico em junho de 1942. Através de mensagens codificadas, a Marinha Americana conseguiu identificar a localização e o horário dos ataques previstos pela Marinha Imperial Japonesa. Os danos sofridos pela frota oriental foram extremamente graves. Até hoje a disputa é considerada pelos historiadores como um dos pontos mais relevantes para o fim da Segunda Guerra Mundial. (Da Redação com informações de Estadão Conteúdo)

Comentários