Cultura

Relações afetivas em forma de dança no palco do Teatro Municipal

“O lago de nós”, do Núcleo Luz, é atração gratuita nesta quinta (5) e sexta (6)
Relações afetivas em forma de dança
Crédito da foto: Gasbox Studio / Divulgação

O Teatro Municipal Teotônio Vilella (TMTV) recebe na quinta (5) e na sexta-feira (6), às 20h, o espetáculo de dança “O lago de nós”. A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos no local, com uma hora de antecedência.

A montagem é composta por 60 aprendizes de um projeto artístico-pedagógico do Núcleo Luz, do programa Fábricas de Cultura, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa, gerenciado pela organização social Poiesis. Por meio das metáforas do lago e da palavra “nós”, a coreografia trata de relações afetivas.

Leia mais  Mozart é repertório de concerto no Teatro Municipal

 

Com criação e direção de Chris Belluomini, “Lago de nós” trabalha com metáforas, como a imagem poderosa do lago, que transita da superfície à profundidade e do reflexo à imersão. A montagem fala do que afeta e é afetado pelas pessoas, assim como o que as conecta e desconecta, tanto intimamente quanto na interação com o mundo.

Segundo Belluomini, tudo isso é mostrado com representações de grande beleza plástica e estética, somadas ao perfeccionismo das performances dos dançarinos do projeto. “A fluidez das cenas que constituem a peça revela o constante fluxo das trocas nas relações humanas”, diz.

O espetáculo estreou em maio de 2016, no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo. Em 2015, meses antes da estreia, a “Intervenção Luz — O lago de nós” ocupou o prédio do Núcleo Luz, no bairro Bom Retiro, na capital paulista, com fragmentos do espetáculo. A experiência permitiu ao público uma intimidade e proximidade com as cenas, que percorreram todo o espaço do projeto.

Criado em 2007, o Núcleo Luz, oferece a jovens de baixa renda a oportunidade de vivenciarem a dança de forma mais aprofundada, ampliando seu universo cultural por meio do ensino de diferentes técnicas, criação de espetáculos, desenvolvimento de trabalhos artísticos e de diversas atividades socioeducativas.

A participação é gratuita mediante inscrição e processo seletivo. O projeto oferece aos aprendizes matriculados uma programação diversificada de atividades, além de bolsa-auxílio mensal, alimentação e transporte.

As apresentações no TMTV têm apoio da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura (Secult) e a classificação indicativa é livre. O TMTV fica na avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, s/n, no Alto da Boa Vista. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO