fbpx
Cultura

Raça Negra é atração desta sexta (27) no Recreativo de Sorocaba

Grupo volta a ocupar espaço entre os mais tocados com o clássico “Cheia de manias”, que agora é trilha sonora de novela
Raça Negra é atração de hoje no Recreativo
À frente do grupo, Luiz Carlos reconhece que as canções do Raça Negra fazem parte da memória afetiva de muita gente. Crédito da foto: Divulgação

 

Responsável por dezenas de canções que marcaram a década de 1990, a banda Raça Negra, comandada pelo vocalista Luiz Carlos, se apresenta nesta sexta-feira (27) no Clube Recreativo Campestre. Os ingressos, disponíveis até o fechamento desta edição, custam a partir de R$ 50 (pista — 2º lote) e podem ser comprados aqui.

Baseado no DVD “Raça Negra e amigos II”, o show conta com um repertório repleto de sucessos, incluindo a faixa “Cheia de manias”, que voltou às paradas de sucesso após entrar na trilha sonora da novela “A dona do pedaço”, da Rede Globo, quase três décadas depois do lançamento oficial.

Mais de vinte anos depois do auge do movimento do samba romântico nas rádios do país, Luiz Carlos não esconde a emoção e o orgulho de saber que algumas de suas canções fazem parte da memória afetiva de boa parte dos brasileiros. “É muito bom saber que através da nossa música conseguimos marcar uma geração, e que hoje, depois de tanto tempo, ainda conseguimos tocar essa nova geração”, diz o vocalista.

Além de Luiz Carlos, a banda é formada por Fernando Monstrinho (tantan), Fininho (bateria) e Fabinho César (violão). Atualmente, o grupo realiza uma média de 22 shows mensais e tem no currículo outros números impressionantes: 12 vinis, 28 CDs e cinco DVDs lançados e mais de 36 milhões de discos vendidos.

Leia mais  Oswaldo Montenegro apresenta ‘Serenata’ no Recreativo Campestre

 

O DVD, lançado em 2018, dá sequência ao registro ao vivo gravado em 2012, com participações especiais de amigos da banda considerada pioneira no samba romântico. Gravado em maio de 2017 no Espaço das Américas, em São Paulo, “Raça Negra e amigos II”,tem participações especiais de Wesley Safadão, Zezé Di Camargo e Luciano, Xand Avião, Chitãozinho e Xororó, Bruno e Marrone, Eduardo Costa, Leonardo, Léo Magalhães e Thiaguinho.

A ideia do trabalho, segundo Luiz Carlos, foi homenagear cada participante colocando na voz do Raça Negra os sucessos dos convidados e vice-versa. “Os convidados são nossos amigos, sempre é um prazer dividir o palco com eles, tanto agora, quanto nos momentos em que nos encontramos em shows pelo Brasil, achamos importante fidelizar e eternizar esta parceria”, complementa Luiz Carlos.

Pioneirismo

O Raça Negra foi a primeira banda de samba a tocar em rádio FM, com a música “Caroline”, na década de 1990, e entrou para o Guinnes Book com a canção “É tarde demais”, devido à impressionante marca de mais de 600 execuções em rádios em um único dia. Parte de todo esse sucesso, segundo a grupo, é atribuída à ousadia, que introduziu sonoridade de instrumentos até então incomuns no segmento, como teclados e naipe de metais.

Fundador da banda Só pra Contrariar, o cantor e compositor Alexandre Pires diz que a banda Raça Negra foi uma forte influência para o surgimento de um novo gênero da música popular brasileira, denominado samba romântico. “Eles trouxeram um samba romântico, com novos instrumentos, novos arranjos, criaram um estilo diferenciado para deleite do público. Nós, do SPC, fomos muito influenciados, isso nos deu a ousadia de imprimir o nosso estilo.”

Os ingressos para o show de hoje custam R$ 50 (pista), R$ 70 (front stage), R$ 80 (área premium) e R$ 130 (camarote open bar). Há, também, mesas para quatro pessoas (a partir de R$ 500) e camarotes privativos open bar para 12 pessoas a partir de R$ 1.600. O Recreativo Campestre fica na rua Francisco Paulo Braion, 650, Jardim Guadalajara. (Felipe Shikama)

Comentários

CLASSICRUZEIRO