fbpx
Cultura

Pianista Fabio Torres mostra ‘De cara pro sol’, seu novo trabalho, no Sesc

Em mais uma produção autoral, pianista reúne ritmos como o baião, valsa e choro-canção
Fabio Torres mostra ‘De cara pro sol’, seu novo trabalho
“Fazer um CD autoral é sempre um desafio na vida de um músico”, diz Fabio Torres. Crédito da foto: Divulgação

O pianista, arranjador e compositor Fabio Torres apresenta quinta-feira (26), às 20h, no teatro do Sesc, seu novo trabalho autoral, intitulado “De cara pro sol”.

Leia mais  Beatriz Malnic é atração ao piano no Sesc Sorocaba

 

“Fazer um CD autoral é sempre um desafio na vida de um músico. Muitas vezes a vida cotidiana afasta a gente da criatividade, e por isso enfrentar um projeto desses é cultivar o que de melhor um artista pode oferecer. Esse trabalho é o resultado de muitas horas solitárias e prazerosas sobre as teclas do piano”, diz Torres sobre o novo trabalho.

“De cara pro sol” mostra o amadurecimento técnico e estético do artista como instrumentista, além do seu lado arranjador, o qual pode ser conferido nas faixas de formação camerística que incluem cello, flauta, clarinete, violão e contrabaixo acústico. Nas canções, ousadia de ritmos como baião, valsa e choro-canção.

Formado em composição pela USP, Fabio Torres já lançou, em 2009, “Pra esquecer das coisas úteis”, disco que teve a participação de Luciana Alves, Tatiana Parra, Fabiana Cozza, Renato Braz, Chico Pinheiro e outros, e recebeu excelente acolhida pela crítica especializada. Torres venceu o Projeto Nascente, em 1993, e foi finalista do Prêmio Visa em 1998, ao lado de André Mehmari e Hamilton de Holanda.

Além de integrar o grupo de grandes artistas como a cantora Rosa Passos, com quem toca há quase 15 anos, e o lendário trombonista Raul de Souza, Fabio integra o Trio Corrente, ao lado de Edu Ribeiro (bateria) e Paulo Paulelli (contrabaixo), grupo que é considerado uma das melhores formações instrumentais em atividade no Brasil.

Em 2014, o trio venceu dois dos maiores prêmios da música mundial: o Grammy Awards e o Grammy Latino (em um inédito empate com Chick Corea), ambos na categoria Melhor Álbum de Jazz Latino pelo CD “Song for Maura”, realizado em parceria com o saxofonista cubano Paquito D’Rivera.

Os ingressos para o show de amanhã custam R$ 6 (credenciados no Sesc e dependentes), R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20 (inteira). A classificação etária é livre para todas as idades. O Sesc Sorocaba fica na rua Barão de Piratininga, 555, no Jardim Faculdade. (Da Redação)

Comentários