fbpx
Cultura Mais Cruzeiro

Macs recebe verba de R$ 100 mil do Ibram para modernização

Recursos estão sendo investidos em mobiliários e equipamentos audiovisuais para um novo auditório
Macs recebe verba de R$ 100 mil do Ibram para modernização
Macs funciona num galpão ao lado da antiga Estação Ferroviária, na avenida Afonso Vergueiro. Crédito da foto: Divulgação

O Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (Macs) foi contemplado, pela primeira vez, em um edital do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A verba de R$ 100 mil está sendo investida em mobiliários e equipamentos audiovisuais do novo auditório.

Leia mais  'Yby Soroc' encerra neste sábado (6) a temporada no Macs

 

Elaborado pela equipe interna do Macs, o projeto da instituição sorocabana foi um dos 28 contemplados de todo o País no edital de modernização de museus do Ibram, órgão vinculado à Secretaria Especial de Cultura e responsável pela Política Nacional de Museus (PNM) e pela melhoria dos serviços do setor, como aumento de visitação e arrecadação dos museus e preservação de acervos. “A verba foi fundamental para garantirmos que as obras do nosso acervo permaneçam sempre íntegras, além de adquirirmos equipamentos de som e imagem para o nosso auditório, que está em construção”, conta Marta Lima Dias da Silva, coordenadora de projetos do Macs.

Com a verba do prêmio, o Macs adquiriu equipamentos audiovisuais para o futuro auditório, como telão, projetor e sistema de som; um armário para a guarda de objetos de arte e um trainel feito especialmente para receber as obras de grande porte da série “Iby Soroc”, do artista sorocabano Pedro Lopes, das quais a instituição é a fiel depositária. “Ganhar esse tipo de edital é o reconhecimento pelo trabalho constante que a instituição vem fazendo há mais de uma década. É uma forma incrível de equipar e modernizar e esses recursos não são só para a instituição, mas para cidade”, afirma a presidente Cristina Delanhesi.

O objetivo do edital do Ibram é apoiar iniciativas voltadas à preservação do patrimônio, implementadas por instituições museológicas ou mantenedores de museus constituídos, como pessoas jurídicas de direito público estadual e municipal e pessoas jurídicas de direito privado sem fins lucrativos, com finalidade cultural. Dentre os contemplados, com o prêmio de R$ 100 mil cada, estão renomados museus brasileiros e instituições, dentre eles, a Fundação Cultural Ema Gordom Klabin (SP), Museu de Arte Moderna de São Paulo (SP), Instituto de Preservação e Difusão da História do Café e da Imigração (SP), Prefeitura Municipal de Santa Bárbara d’Oeste com Museu da Imigração — 30 anos (SP), Universidade Católica de Pernambuco (PE), Instituto Tomie Ohtake (SP), Associação Pinacoteca Arte e Cultura – APAC (SP), Museu Coleção Karandash de Arte Popular e Contemporânea (AL), Museu da Energia de São Paulo (SP), Centro de Trabalho Indígena (DF), Museu do Samba (RJ) e outros.

O museu

O Macs é um museu privado gerido por pessoas da sociedade civil, entre eles empresários, artistas, educadores, intelectuais e produtores culturais. A Organização Social que o gere foi fundada em 2004 com o objetivo de criar e administrar um museu de arte contemporânea na cidade de Sorocaba. O principal objetivo do Macs é ser uma instituição cultural de excelência, com visão prospectiva, e capaz de operar no mesmo nível de qualidade das mais destacadas instituições congêneres do país. Sua programação tem forte preocupação educativa e abarca as mais variadas tendências artísticas e contemporâneas.

Macs recebe verba de R$ 100 mil do Ibram para modernização
Um trainel foi adquirido para receber as obras de grande porte da série “Iby Soroc”. Crédito da foto: Divulgação

Atualmente, duas exposições estão em cartaz no Macs: “Floresta encantada — seres e saberes”, da artista sul-matogrossense Ana Ruas e “Desbravando o acervo”, com curadoria coletiva de um grupo de crianças de 6 a 12 anos de idade. Ambas as mostras ficam em cartaz até 3 de agosto e têm entrada gratuita.

Com curadoria de Fábio Magalhães, “Floresta encantada — seres e saberes” conta com um grande painel de 3 metros x 3,30 metros coproduzido por um grupo de crianças de 1 ano e meio a 7 anos. A obra, segundo Magalhães, é enriquecida pela presença de seres cujas vidas se nutrem da floresta e nela se ocultam para se protegerem e “propicia uma experiência fascinante com a arte e com a natureza”.

Já a “Desbravando o acervo” reúne obras do acervo da instituição, com curadoria de crianças que participaram de um projeto educativo promovido pelo museu. Em uma dinâmica coletiva, as crianças fizeram a curadoria das obras que pertencem ao acervo permanente do museu, que dialogam com “Floresta encantada — seres e saberes”.O horário de funcionamento do museu é das 10h às 17h, de terça a sexta e, aos sábados, das 10h às 15h. O Macs na avenida Dr. Afonso Vergueiro, 280, ao lado da antiga estação ferroviária. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO