fbpx
Cultura

Locomotiva elétrica Westinghouse 2041 é restaurada na cidade

Completamente recuperada, a Westinghouse 2041, da Sorocabana, se torna acervo do Centro de Memória Ferroviária
Locomotiva elétrica é restaurada na cidade
A locomotiva uma das pioneiras no processo de eletrificação da ferrovia – Foto: Divulgação

Um icônico equipamento do início da fase da eletrificação dos trens no País está restaurado e passa a fazer parte do acervo do Centro de Memória Ferroviária, na Estação Paula Souza, em Sorocaba. Trata-se da locomotiva Elétrica Westinghouse 2041 da Estrada de Ferro Sorocabana (EFS), que acaba de ser recuperada pela Sorocabana — Movimento de Preservação Ferroviária (MPF-Sorocabana), em parceria com a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba (Aeas).

Após seis meses de trabalhos de restauro realizados voluntariamente pelos integrantes do MPF-Sorocabana, o equipamento foi apresentado no último sábado (9). A locomotiva foi cedida ao Movimento de Preservação Ferroviária em meados de 2017, fruto de uma conciliação entre a entidade, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a concessionária Rumo Malha Paulista S/A, que reconheceram a importância da preservação do equipamento em virtude de seu valor histórico e tecnológico.

Leia mais  Parque temático de 80 anos do Batman é atração em shopping

 

Desde então, membros do MPF-Sorocabana realizaram uma longa pesquisa histórica, a fim de reproduzir com fidelidade todas as características estéticas originais. “Nesse tempo, a gente também buscou parceria no financiamento e recebemos o apoio da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba que foi fundamental para que conseguíssemos realizar o restauro”, afirma o presidente do MPF-Sorocabana, Eric Mantuan.

Locomotiva elétrica é restaurada na cidade
A locomotiva foi cedida ao MPF-Sorocabana no ano de 2017 – Foto: Divulgação

A parceria, segundo José Carlos Carneiro, presidente da Aeas, consistiu na doação de R$ 26 mil usados para compra de materiais, como tintas e ferramentas, além da contribuição na mão-de-obra específica em serviços pontuais. Ele afirma que a decisão de apoiar o projeto se deve ao fato de que a Westinghouse 2041 foi fabricada com base nas especificações dos engenheiros da Sorocabana. “Não existia no catálogo do fabricante. Praticamente, ela foi projetada pelos engenheiros sorocabanos e passou a ser referência no mundo todo, por sua potência em ferrovia com bitola estreita. É uma forma de homenagear e preservar a memória dos engenheiros sorocabanos”, comenta.

Pioneirismo

A Locomotiva Elétrica Westinghouse 2041, da Estrada de Ferro Sorocabana, é uma das pioneiras da eletrificação da ferrovia e foi fabricada em 1948, nos Estados Unidos, com equipamento elétrico Westinghouse e componentes mecânicos produzidos pela General Electric. Entre 1943 e 1948, a EFS adquiriu 46 locomotivas elétricas junto ao Electrical Export Corporation, consórcio que reunia a General Electric International e a Westinghouse Electric Company, objetivando eletrificar sua malha ferroviária entre São Paulo (Júlio Prestes) e Bernardino de Campos. Surgiam ali as famosas locomotivas Série 2000 — que foram, a seu tempo, as mais possantes locomotivas do país.

Locomotiva elétrica é restaurada na cidade
O trabalho de restauro do equipamento, realizado por voluntários, durou seis meses – Foto: Divulgação

A etapa de restauração, propriamente dita, durou cerca de seis meses e envolveu cerca de dez voluntários da associação. Para que o equipamento recuperasse suas características originais, foram reconstruídos os faróis de foco único, os içadores de engate, os pega-mãos das portas frontais e os suportes frontais das torneiras de ar comprimido. Também foram feitos os degraus de acesso às portas frontais; a reversão dos encanamentos de ar comprimido frontais; a instalação de numberboards; substituição dos vidros; a recuperação interna das cabines (forração, painéis, controles e poltronas) e dos pantógrafos tipo balão, bem como recuperação externa e pintura.

A Westinghouse 2041 passa a ser a primeira locomotiva elétrica do acervo do Centro de Memória Ferroviária, que está sendo implantado pelo MPF-Sorocabana na Estação Paula Souza. A associação já havia restaurado um carro de passageiros de 1951, do antigo Trem Luxo da EFS, que tem sido usado nos passeios da histórica Locomotiva 58, em parceria com a Prefeitura.

O acervo do associação conta, ainda, com a locomotiva diesel-mecânica Whitcomb 3036, construída em 1942 pela Whitcomb Locomotive Company em Illinois, Estados Unidos, que está em fase final de recuperação com patrocínio da Schaeffler Brasil e deve ser inaugurada até o final de abril.

Locomotiva elétrica é restaurada na cidade
Locomotivas Elétricas Westinghouse foram as pioneiras da eletrificação – Foto: Nilson Martins / Divulgação

Além dela, afirma Mantuan, o Centro de Memória Ferroviária conta com a General Electric Cooper-Bessemer 3115, da primeira geração de locomotivas à diesel de pequena potência para serviços de manobra em ramais de menor capacidade de carga, e a diesel LEW DE-II-S 3709, fabricada em 1967 na Alemanha Oriental pela Lokomotivbau Elektrotechnische Werke (LEW). “Essas locomotivas estão salvaguardadas de irem a leilão de sucata, saques, furtos e incêndios e o restauro depende de prospecção de patrocinadores dos projetos”, conclui.

Participaram da entrega da locomotiva restaurada o secretário de Mobilidade e presidente da Urbes, Luiz Alberto Fioravante; o coordenador de Relações Governamentais da Rumo Logística em São Paulo, Marcelo Rodrigues, e ex-ferroviários. A locomotiva será apresentada à população em geral no final deste mês, em data a ser divulgada, e ficará disponível para visitação.

Comentários

CLASSICRUZEIRO