fbpx
Cultura Mais Cruzeiro

Instituto Municipal de Música de Sorocaba completa 21 anos

Data será marcada por recital de formatura da mezzo-soprano Eulália Morais, na noite de sexta-feira (9)
Instituto Municipal de Música faz 21 anos
O Instituto de Música oferece formação gratuita em dezenas de instrumentos musicais, além de canto, coral, musicalização e teatro. Crédito da foto: Emidio Marques

Responsável por oferecer ensino musical gratuito a milhares de sorocabanos, o Instituto Municipal de Música de Sorocaba (IMMS), mantido pela Fundação de Desenvolvimento Cultural (Fundec), completa 21 anos nesta quarta-feira (7). A data será comemorada na sexta-feira, dia 9, às 20h, na Sala Fundec, com recital de formatura da aluna do curso de canto lírico da mezzo-soprano Eulália Morais.

Leia mais  Audição na Fundec encerra ano letivo do IMMS

 

O IMMS foi criado pela Fundec em 1998, a partir de convênio firmado com a Prefeitura de Sorocaba com o objetivo de formar músicos locais que pudessem integrar a Orquestra Sinfônica de Sorocaba (OSS). Além disso, o núcleo de formação vai ao encontro dos preceitos da Fundec, sua mantenedora: divulgar a arte musical como forma de expressão e cultura e estimular o exercício da criatividade e da sensibilidade.

O presidente da Fundec, Luiz Antonio Zamuner, destaca que nesses 21 anos de atividades o IMMS teve a oportunidade de integrar centenas de crianças, jovens e adultos no universo da música e do teatro, e se destaca como instituição de ensino musical formadora e exportadora de músicos de nível internacional.

Atualmente, a escola tem 500 alunos matriculados e 26 professores. O IMMS oferece aulas gratuitas para os cursos de piano, violão erudito, percussão sinfônica, viola de arco, violino, violoncelo, contrabaixo acústico, clarinete, oboé, fagote, flauta transversal, saxofone, trompa, trompete, trombone, canto lírico, musicalização infantil, coral adulto, coral infanto-juvenil, teatro adulto, teatro infanto-juvenil.

As inscrições para os cursos do IMMS são tradicionalmente abertas entre dezembro e janeiro, conforme edital disponibilizado no site da Fundec (www.fundecsorocaba.com.br). Todos os inscritos passam por teste seletivo e classificatório, com exceção do curso de musicalização infantil, cujos alunos são selecionados através de sorteio público.

Recital

Instituto Municipal de Música faz 21 anos
A mezzo-soprano Eulália Morais iniciou seus estudos na Fundec há seis anos. Crédito da foto: Divulgação

Eulália Morais, que se forma esta semana como mezzo-soprano, iniciou seus estudos no IMMS há seis anos, com a professora Selmy Kaiser e nos últimos quatro anos frequenta aulas com Suely Freitas. “Entrei lá porque já cantava popular, do meu jeito, e quis ter uma técnica vocal mais refinada para aplicar no canto. Estando dentro [do curso], me apaixonei pelo canto lírico”, comenta.

Além de técnica vocal, o processo de aprendizado abordou desenvolvimento de repertório, interpretação e performance, em madrigal e grupos de câmara que, segundo Eulália, oferecem “satisfação e crescimento musical muito grande”. A grade curricular também inclui matérias teóricas como percepção auditiva, harmonia e história da música. “O curso é maravilhoso. Os professores são competentíssimos e a gente sai de lá muito embasado”, comenta a cantora lírica, que atribui o embasamento recebido do IMMS à admissão no curso de Licenciatura em Música, pela Universidade Metropolitana de Santos, onde também acaba de se formar.

Para compartilhar com amigos, familiares e comunidade em geral parte de todo conhecimento adquirido ao longo do curso, Eulália prepara, para sexta-feira, um programa com repertório variado, que inclui canções de diferentes nacionalidades e períodos, como “Domine Deus”, de “Glória”, do italiano Antonio Vivaldi e “Printemps qui commence”, ária da Ópera “Sansão e Dalila”, do francês Camille Saint-Saëns. O programa reserva, ainda, uma parte dedicada a canções brasileiras como “Casulo”, de Edmundo Villani-Cortês, “Amor em lágrimas” e “Acalanto da rosa” de Claudio Santoro, com texto de Vinícius de Moraes, “Canção de amor” e “Melodia sentimental” de Heitor Villa-Lobos, “Modinha” de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, entre outras. “Quis privilegiar canções brasileiras, especialmente dos compositores eruditos que são muito pouco conhecidos e deixei para o final Jobim, que é minha paixão da música popular”, complementa.

Instituto Municipal de Música faz 21 anos
O IMMS foi criado pela Fundec em 1998 e hoje possui 500 alunos matriculados e 26 professores. Crédito da foto: Emidio Marques

O recital terá a participação do Madrigal Fundec e de músicos convidados, como o violoncelista Luiz Antonio Rodrigues, a flautista Taciana Teixeira Moreira da Cunha, os percussionistas Ísis Vianna e Ivins Vianna, os alunos do IMMS, Thiago Flório e Diego Maluffe no violino e os professores Leonardo Batista (violoncelo) e Daniel Guimarães (piano). Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) e estarão à venda na sexta-feira, a partir das 8h30 na Fundec (rua Brigadeiro Tobias, 73, Centro). (Felipe Shikama)

Comentários