Cultura

Documentário “A lição do silêncio” será exibido na Ucrânia

Filme produzido por sorocabano conta a história do professor Bohdan Wijtenko

O documentário “A lição do silêncio”, dirigido pelo sorocabano Celso Fontão Jr, será exibido na quinta-feira (29) na Universidade Nacional Politécnica, em Liviv, na Ucrânia. Esta será a primeira vez que o filme produzido com apoio institucional da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA) e da Universidade de Sorocaba (Uniso) será exibido no país natal de Bohdan Wijtenko.

Lançado em 2017, o documentário resgata a trajetória do professor ucraniano Bohdan Wijtenko, que veio para o Brasil em 1951, morou em Sorocaba de 1960 a 1985. Foi professor da Faculdade de Filosofia e se dedicou ao ensino da prática da meditação com o objetivo de formar o que ele chamava de “técnicos” para que levassem a meditação às escolas.

O diretor Celso Fontão Jr., que viaja para a Ucrânia para a participar da sessão especial, comenta que Bohdan estudou na Universidade onde o filme será exibido.

Leia mais  Audiência pública discutirá Parque Histórico de Brigadeiro Tobias

Com produção da CMaria Comunicação, o filme foi gravado durante dois anos, com entrevistas em Sorocaba, Votorantim, São Paulo, Rio de Janeiro e Mykolaiv, na Ucrânia. O filme reúne entrevistas com amigos e pesquisadores como o professor Aldo Vannucchi, o produtor cultural João Caramez, o artista plástico Pedro Lopes, o médico José Carlos de Campos Sobrinho e a doutora em Ciências da Religião, Irani Cordeiro Wullstein, autora de uma tese sobre o professor Bohdan.

Comentários