Cultura Mais Cruzeiro

Crianças são curadoras de mostra no Museu de Arte Contemporânea

“Desbravando o acervo” traz obras escolhidas pelo público infantil, que também participa de “Floresta encantada”
Crianças são curadoras de mostra no Macs
Ana Ruas apresenta “Floresta encantada”, com uma das obras coproduzida pelas crianças. Crédito da foto: Divulgação

Um grupo de crianças de 6 e 12 anos de idade assina coletivamente a curadoria da nova exposição do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (Macs), que será aberta neste sábado (15), às 9h. Intitulada “Desbravando o acervo”, a exposição permanecerá em cartaz até 3 de agosto, com entrada gratuita.

Em uma dinâmica coletiva, as crianças fizeram a curadoria das obras que pertencem ao acervo permanente do museu, que dialogam com a mostra “Floresta encantada — seres e saberes”, da artista sul-matogrossense Ana Ruas, que também será aberta amanhã, na sala 2 do galpão.

A exposição é resultado do projeto “Desbravadores do acervo”, desenvolvido com intuito de aproximar o público infantil do Macs e estimular o interesse das crianças pelo rico mundo das artes visuais. Desta forma, durante quase um mês, o museu tem promovido uma série de atividades lúdicas e educativas, por meio de jogos, brincadeiras e muita conversa, que instigam, motivam e desafiam a criatividade e o gosto por aprender dos pequenos.

De acordo com a presidente do Macs, Cristina Delanhesi, a ideia foi permitir o contato das crianças com os bastidores da instituição, envolvendo, ainda, a conquista de um grande desafio: a realização uma exposição com a curadoria inédita das crianças.

Leia mais  Biblioteca Infantil Municipal tem história e dobradura nesta quarta (4)

Nas oficinas de curadoria infantil, uma turma composta por dez curadores mirins, na faixa etária de 6 a 12 anos, pôde entender toda a operação do museu, desde a preparação da reserva técnica até a elaboração da exposição em si.

À frente da curadoria, vivenciaram também a função de criar uma narrativa para unir as obras com o público. As atividades foram conduzidas pela artista visual e educadora Laura Mattos, que é coordenadora do educativo do Macs.

Crianças são curadoras de mostra no Macs
Felipe Serto, de 6 anos, “descobriu” a existência de obras além das pinturas. Crédito da foto: Divulgação

Felipe Serto, de seis anos, é um dos “desbravadores” do acervo do museu “Eu gostei de poder escolher as obras. Tinham obras que eram pintadas e outras que eram fotos. Eu achei que só existiam as pintadas”, conta.

Laura Mattos comenta que, diante da rotina acelerada de vida atual, trabalhar o tema “arte” com os filhos é sempre um processo desafiador e oferecer isso às crianças é uma proposta que fará a diferença na adolescência e vida adulta.

“Desperta a sensibilidade com um olhar crítico e transformador”, diz. Imagine, então, como foi passar por tudo isso para quem já era apaixonada pelo tema, como Maria Eduarda Ruz, de 9 anos. “Eu estou adorando e como eu gosto de arte, para mim, está sendo uma experiência muito legal”, relata.

Leia mais  Criança de Sorocaba tem diagnóstico de meningite no Vale do Ribeira

A exposição traz em sua ficha técnica os nomes dos pequenos curadores e os visitantes poderão ouvir os depoimentos dessas crianças sobre suas impressões por meio de QRCode. “É um convite para que o público também interaja com a proposta, conhecendo um pouco sobre esses desbravadores mirins”, conclui Cristina.

“Floresta encantada”

Simultaneamente à exposição “Desbravando o acervo”, o Macs recebe, na sala 1 de seu galpão, a exposição “Floresta encantada — seres e saberes”, da artista Ana Ruas. Com curadoria de Fábio Magalhães, a mostra contará com um grande painel coproduzido na semana passada por um grupo de crianças de 1 ano e meio a 7 anos e que está sendo finalizado pela artista hoje.

Crianças são curadoras de mostra no Macs
O museu tem promovido atividades lúdicas e educativas com as crianças. Crédito da foto: Divulgação

A obra faz parte da série “Floresta Encantada”, iniciada em 2016. Desde então, a pintora realiza trabalhos que têm a coparticipação direta ou indireta de crianças. “Foi durante um encontro com crianças que surgiu a ‘Floresta encantada’, pois eu nunca subestimo o comentário de uma delas. Os comentários são sensíveis, sinceros e elas não têm medo de se expor. Existe, sim, um encantamento desprovido de críticas nos olhares e comentários. E isso dá uma liberdade incrível! Estou muito feliz de participar desta exposição com o Macs e, mais ainda, porque, pela primeira vez, um museu abre as portas para eu participar desse processo com as crianças dentro do espaço da exposição”, reflete a artista.

Leia mais  Ator e comediante Kevin Hart sofre grave acidente de carro

Segundo o curador do Macs, Fábio Magalhães, o painel de 3 metros x 3,30 metros que a artista Ana Ruas está desenvolvendo no Macs é uma construção inédita, mas faz parte de um processo de criação participativa que envolve crianças e que já foi apresentado no Museu de Arte Contemporânea de Campo Grande (MS) e na Fundação Memorial da América Latina, em São Paulo.

“A mostra de Ana Ruas no Macs será enriquecida pela presença de seres cujas vidas se nutrem da floresta e nela se ocultam para se protegerem. A proposta ‘Floresta encantada — seres e saberes’ propicia uma experiência fascinante com a arte e com a natureza”, afirma Magalhães.

O horário de funcionamento da mostra é das 10h às 17h, de terça a sexta e, aos sábados, das 10h às 15h. O Macs na avenida Dr. Afonso Vergueiro, 280, ao lado da antiga estação ferroviária. (Da Redação)

Comentários

CLASSICRUZEIRO