Cultura

Associação Brasil Cultural se torna Ponto de Cultura em Tatuí

Projeto "Músicos sem Fronteiras" possibilitou o título da associação
ponto de cultura
Paulo Flores busca interessados em participar de orquestra – Foto: Divulgação

A Associação Brasil Cultural, criada em 2009 em Tatuí pelo músico e pesquisador Paulo Flores, acaba de se tornar Ponto de Cultura, inserindo aquela cidade no mapa cultural nacional por meio da Rede Cultura Viva. A ideia agora é viabilizar o projeto Músicos sem Fronteiras — que engloba a formação de uma orquestra para tocar em escolas públicas, asilos e entidades em geral –, e também a realização de cursos de musicalização tanto presencialmente como pela internet.

O Ponto de Cultura faz parte da Política Nacional de Cultura Viva do Ministério da Cultura, desenvolvida em parceria com o Governo do Estado de São Paulo. Além do reconhecimento do trabalho que já desenvolve, Paulo afirma que a vantagem é o contato com artistas de outros Estados, o que possibilita a troca de experiências. Ele conta que a Associação Brasil Cultural não recebeu verba para ser Ponto de Cultura, mas ganhou um kit no valor de R$ 12 mil, que inclui caixa de som, microfone e câmera digital.

Paulo Flores atualmente está em busca de músicos voluntários que toquem quaisquer tipos de instrumentos para integrar a Orquestra Típica Brasileira. A orquestra deverá percorrer escolas públicas, asilos e entidades em geral, com a proposta de levar educação musical para as pessoas. É o projeto Músicos sem Fronteiras, que também pretende realizar palestras, oficinas e cursos. O passo seguinte é desenvolver a ideia virtualmente, com o Músicos sem Fronteiras On Line, que será uma plataforma de educação musical.

Leia mais  Primeiro trailer de 'Homem-Aranha: Longe de Casa' é divulgado

 

De acordo com Paulo, o site pretende abranger diversos públicos como crianças, adolescentes, adultos e pessoas da terceira idade. “A fase agora é de cadastrar profissionais da música para treinamento e capacitação, através de oficinas presenciais em cada município interessado para implantação do projeto Músicos sem Fronteiras Online”, afirma.

Uma equipe de músicos renomados coordenados por Paulo trabalhará por três dias com formações de grupos de professores e alunos inscritos, provenientes de qualquer estética, podendo estar em qualquer nível técnico para o desenvolvimento do aprendizado e da prática musical. Assim, será introduzida a plataforma EAD musical. “Para cada localidade será desenvolvido um projeto de utilização da plataforma, de acordo com suas características socioculturais e técnicas”, complementa.

Esses músicos passarão por formação para depois irem até as escolas, disseminar esse conhecimento.

Experiência

Paulo Flores trabalhou durante 35 anos no Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos, de Tatuí onde foi professor, coordenador educacional e maestro. Músico, educador, pesquisador, cronista, poeta e ilustrador, Paulo tem se dedicado à Associação Brasil Cultural como forma de popularizar a música instrumental, assim como promover a educação artística, a pesquisa e o desenvolvimento de material pedagógico musical.

Leia mais  Sorocaba terá Zezé di Camargo e Luciano em fevereiro

 

Foi com a experiência na criação da Jazz Combo do Conservatório de Tatuí, com a qual realizou apresentações constantes em escolas públicas, asilos e Apaes de Tatuí e região, que teve a ideia de levar adiante agora esse novo projeto, do Músicos sem Fronteiras.

Vale lembrar ainda que Paulo é criador e idealizador do curso de MPB e Jazz do Conservatório de Tatuí, do Festival Brasil Instrumental, do Circuito Cultural (atual Oficinas de Música), Orquestra de Câmara de Tatuí, Mostra Brasil Instrumental, Cambada Jazz Combo, Banda Curare, Projeto Espaço Cooperativa, Projeto Benê O Flautista, Projeto Pixinga O Arranjador, Banda Brasil Instrumental, Oficinas de Resgate de Bandas no Interior, Projeto Janelas Contemporâneas Arte e Inclusão Social, entre outros projetos e trabalhos premiados dentro e fora do País.

Interessados em participar do projeto Músicos sem Fronteiras podem entrar em contato pelo formulário que consta no site www.brasilinstrumental.com, pelo e-mail pauloeflores@hotmail.com ou pelo telefone (15) 99782-1693.

Comentários

CLASSICRUZEIRO