fbpx
Cultura

Banda sorocabana Alienpovo tem clipe em festival na Alemanha

Criada para divulgação da música “Venha”, a animação foi produzida por Pêu Ribeiro
As personagens do clipe são baseadas na ilustração da artista visual Eliete Della Violla e pós-produção de Daniel Bruson – Foto: Divulgação

A animação produzida para o videoclipe da canção “Venha”, da banda sorocabana Alienpovo, foi selecionada na mostra oficial do Pictoplasma 2019. Misto de festival e conferência com foco em desenvolvimento de personagens, o evento é considerado um dos mais importantes do gênero e acontecerá entre os dias 8 e 12 de maio em Berlim, na Alemanha.

Assim como a música, a animação nasceu da cabeça do compositor, produtor e designer sorocabano Pêu Ribeiro. Vale dizer que ao contrário da sua sólida trajetória como músico — teve outras bandas antes de fundar a Alienpovo –, essa foi a primeira vez que o artista se aventurou na produção de uma animação, tendo como suporte um sofisticado software específico de animação em 3D. “Procurei fazer da melhor maneira possível, mas sem a menor pretensão de ser selecionado em festival”, comemora Ribeiro, que viajará para a Alemanha nesta semana para participar de uma sessão de perguntas e respostas organizada pelo festival.

Leia mais  Série 'The Handmaid's Tale' divulga trailer da 3ª temporada

 

Na raça

O videoclipe de pouco mais de cinco minutos de duração levou três meses para ser finalizado. Tudo na raça. “Roteiro, parte visual, produção, modelagem, cenário e movimentos”, elenca. E, a maior parte, solitário. As personagens do clipe são baseadas na ilustração da artista visual Eliete Della Violla feita para a capa do álbum “Rör”, disco de estreia da banda Alienpovo lançado em março. Ao final do processo, Ribeiro obteve consultoria do premiado designer e animador sorocabano Daniel Bruson, que assina a pós-produção do video, que inclui etapas das coloração e texturização do material.

Pêu Ribeiro é o idealizador da banda Alienpovo – Foto: Divulgação

Com estética expressionista, o filme conta a história de dois personagens imersos em mundos solitários que acabam se esbarrando por acaso, começam a interagir e têm suas vidas transformadas com a relação de afeto. Mais do que ilustrar, a animação complementa a “Venha”, que fala sobre as relações sociais, cada vez mais frias e impessoais em virtude do advento dos telefones celulares. “O start para a animação foi a música. Ela que me ditou o clima, que é bem sombrio, e o roteiro, que é uma imersão nesse mundo virtual que faz perderem a mão do mundo real”, comenta.

Compositor, produtor e multi-instrumentista, Pêu Ribeiro é o coração e o cérebro da banda Alienpovo, que fez sua estreia nos palcos no final de abril, no Maloca Espaço Criativo. A banda foi fruto de um trabalho solitário, ao menos a princípio, que marcou a retomada de sua carreira artística de Pêu, que também é o fundador do produção do Febre: Festival & Conferência de Música de Sorocaba. É que Alienpovo inicialmente foi concebido como um projeto solo de Pêu, responsável pelas letras, arranjos e produção das 11 músicas que estão disponíveis nas principais plataformas digitais. A banda, por sua vez, é completada por Ítalo Ribeiro (bateria, percussão e pads), Bruno Cavalcante (baixo, guitarra e sintetizadores) e Victor Fortes (sintetizador).

Comentários

CLASSICRUZEIRO