fbpx
Vacinação

Cinco vacinas estão em falta nas UBSs de Sorocaba

De acordo com a Prefeitura de Sorocaba, há doses em algumas unidades
Vacinação em Sorocaba
A vacina oral poliomielite (VOP) está em falta nas unidades de saúde de Sorocaba. Crédito da foto: Erick Pinheiro (16/6/2012)

Quem vai até as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Sorocaba para atualizar a carteira de vacinação é surpreendido com a informação de falta de cinco vacinas. Segundo a Secretaria de Saúde de Sorocaba (SES), a lista inclui a Pentavalente, a tríplice bacteriana (DTP), a Tetraviral, a vacina oral poliomielite (VOP) e BCG – dada aos recém-nascidos para prevenir a tuberculose.

De acordo com a Prefeitura de Sorocaba, há doses em algumas unidades. A Secretaria de Saúde de Sorocaba recomenda que o munícipe ligue antes na UBS e se informe.

Segundo a SES, sempre que o estoque fica reduzido, a pasta solicita ao Estado a reposição das doses para continuar assistindo a população. “Até o momento não foi apontado a Sorocaba uma previsão para a entrega das vacinas.”

Assim que receber um parecer sobre a reposição das vacinas, a SES divulgará uma nota para a população.

Regularização dos estoques

O Ministério da Saúde informou que “trabalha na regularização dos estoques quando há necessidade, em casos pontuais”.

O governo federal informou ainda que distribui as doses mensalmente aos Estados, responsáveis pela distribuição aos municípios. A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo foi questionada sobre a situação, mas ainda não se manifestou.

O Ministério da Saúde informou que a vacina DTP, também conhecida como tetravalente, teve sua distribuição reduzida devido a um problema de variação de temperatura nas doses. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aguarda um parecer da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para avaliar a liberação.

Foram distribuídos, neste ano, 2,4 milhões de doses. Essa vacina protege, ao mesmo tempo, contra difteria, tétano, coqueluche e infecções graves pelo Haemophilus influenza tipo b. “Para os municípios com baixo estoque da vacina, a orientação é que os profissionais de saúde façam o agendamento da vacinação”, informou o governo federal.

A Pentavalente protege contra as mesmas doenças que a DTP e também contra a Hepatite B. Segundo o Ministério da Saúde, os lotes mais recentes recebidos por meio do Fundo Rotatório para Aquisições de Imunobiológicos, da Opas, foram reprovados em análise realizada pelo Instituto Nacional de Controle e Qualidade dos Produtos de Saúde (Incqs). A substituição das substâncias já foi solicitada, mas ainda não há prazo para normalização.

No caso da vacina BCG, dada aos recém-nascidos para prevenir a tuberculose, o governo federal informou que disponibilizou 4,2 milhões de doses em todo o País, sendo 924 mil para o estado de São Paulo.

Antes de serem encaminhadas aos estados, porém, os lotes são analisados pelo Incqs e a quantidade enviada no mês de julho foi reduzida porque parte do estoque ainda está em testes. “A medida visa manter o controle e a segurança das vacinas que são disponibilizadas para a população nos mais de 40 mil postos de vacinação de todo o País”, justificou o Ministério.

A distribuição da vacina Tetraviral, que previne sarampo, caxumba, rubéola e catapora, segundo o Ministério da Saúde, está regular. “Alguns estados brasileiros utilizam a combinação tríplice viral mais varicela, que confere exatamente a mesma proteção que a tetraviral”, disse a pasta federal.

Em Sorocaba, entretanto, não há nenhuma das opções em algumas UBSs. O Ministério da Saúde também negou qualquer problema no envio de doses da VOP, que imuniza contra a Poliomielite. (Larissa Pessoa)

Leia mais  Sorocaba atinge a meta de vacinação contra a gripe
Comentários