Odontologia

População terá mutirão odontológico nesta quinta (9) em Sorocaba

Atendimento gratuito será das 8h às 16h, na sede da APCD
Dentista orientará sobre o autoexame da boca e a prevenção do câncer bucal. Crédito da foto: Pedro Negrão (20/10/2015)

Cuidar da saúde bucal é essencial para evitar lesões e até mesmo um câncer. Com o objetivo de diagnosticar, orientar e encaminhar a população, a Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD), regional Sorocaba, realiza amanhã, a partir das 8h e até 16h, um mutirão em sua sede, na rua Benedito Galdino de Barros, 770, no Jardim Brasilândia. De acordo com o presidente da entidade, Luis Antônio Matheus Neto, não há um limite de atendimentos e todos que comparecerem passarão por avaliação especializada. O atendimento será feito por ordem de chegada.

Cerca de dez dentistas estarão à disposição da população. De acordo com Neto, as pessoas que participarem do mutirão realizarão um cadastro prévio, para em seguida passarem pelo dentista que examinará e orientará sobre o autoexame da boca, que é a melhor forma de prevenção do câncer bucal. “Tudo começa pelo acesso à informação e é principalmente esse trabalho de conscientização com as pessoas que vamos realizar”, disse.

Tereza Cristina Teixeira, dentista e vice-presidente da APCD, destaca que as lesões bucais, mesmo que pareçam sem gravidade, podem tornar-se um câncer e por isso é importante a conscientização. “Em outubro, por exemplo, a gente vê uma grande abordagem sobre o câncer de mama e a importância do autoexame e queremos que o mesmo ocorra quando se fala em câncer bucal. É possível fazer um autoexame e diante de qualquer pequena ferida na boca o paciente deve procurar atendimento especializado”, orientou.

Durante o mutirão, segundo a consultora da APCD, Elisete Calegari, toda a comunidade interessada poderá tirar dúvidas relacionadas à saúde bucal. “Teremos uma equipe grande que conseguirá atender toda a demanda”, conta. Os atendidos no mutirão que precisarem passar por exames mais detalhados serão encaminhados ao setor odontológico da rede municipal de saúde, na Policlínica e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Câncer bucal pode ser evitado

O câncer bucal foi diagnosticado em 22 pessoas atendidas na rede municipal de saúde de Sorocaba no ano passado e a enfermidade pode começar de forma quase imperceptível. A doença afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca, segundo recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para realização do autoexame, devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua.

Somente nas 33 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e na Policlínica de Sorocaba foram realizados mais de 140 mil consultas odontológicas e os atendimentos são variados, sendo que o foco maior das ações são as atividades de orientação e promoção de saúde bucal. “Hoje não temos demanda reprimida em odontologia, mas trabalhamos para conscientizar a população sobre a importância de sempre estar atenta à saúde da boca e evitar assim casos mais graves como o de câncer”, destaca Ademir Watanabe, secretário municipal de Saúde.

De acordo com a Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD), o câncer bucal é mais comum em pessoas brancas e ocorre mais frequentemente no lábio inferior. A estimativa de novos casos de câncer de boca para 2019, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é de 14,7 mil, sendo 11,2 mil homens e 3,5 mil mulheres. A vice-presidente da APCD Sorocaba, Tereza Cristina Teixeira, lembra que o diagnóstico da doença pode exigir exames mais detalhados. “Mas uma vez constatado, o tratamento é certeiro e rápido na maioria dos casos”, tranquiliza.

Em Sorocaba, entre os programas voltados para a saúde bucal disponibilizados no município, há o Programa Saúde da Escola (PSE), que realiza ações odontológicas de orientação educativa, triagem de risco, escovação supervisionada com aplicação de flúor e tratamento odontológico voltado aos alunos da rede municipal de ensino.

Nas UBSs o atendimento é composto de orientação de higiene bucal, aplicação de flúor, restaurações dentárias, tratamentos periodontais e outros procedimentos de atenção básica. Já na Policlínica, há o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), que oferece atendimentos especializados nas áreas de prótese, endodontia, periodontia, cirurgia de buco-maxilo, estomatologia e atendimento para pessoas com necessidades especiais. Além disso, o município realiza o atendimento odontológico em domicílio para pacientes acamados.

A cidade também conta com atendimento odontológico de urgência, que é oferecido nas Unidades Pré-Hospitalares (UPHs) Norte e Oeste, além do Pronto-Atendimento (PA) São Guilherme. A rede municipal de saúde conta com 130 dentistas, além dos auxiliares em saúde bucal.

Comentários