fbpx
Cuide-se

BOS realizará o 2º Mutirão do Diabetes no próximo dia 9

Objetivo da ação é conscientizar sobre as implicações da doença
BOS realizará o 2º Mutirão do Diabetes no próximo dia 9
Como na edição anterior, além dos exames, em alguns casos o tratamento começará no local. Crédito da foto: Divulgação

Destinado a pessoas de todas as idades, de Sorocaba e região, o Banco de Olhos de Sorocaba (BOS) promoverá no próximo dia 9 de novembro (sábado), das 7h às 14h, o 2º Mutirão BOS do Diabetes, com exames e atividades de conscientização no próprio prédio do BOS, com entrada pela avenida Professor Arthur Fonseca, altura do número 459, no Jardim Emília.

No dia, serão distribuídas 1.500 senhas e, para participar a pessoa interessada não deverá estar em jejum, tampouco interromper o uso de medicações; é necessária a presença de um acompanhante para menores de 18 anos, maiores de 60 anos, e para pessoas que necessitem de auxílio; será permitida a retirada de apenas uma senha por pessoa e é obrigatória a apresentação de documento de identificação para obter a senha.

Implicações da doença

A ação visa orientar e conscientizar a população a respeito das implicações do diabetes, doença que, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, afeta mais de 13 milhões de brasileiros, o que representa 6,9% da população do país. O diabetes é considerado uma epidemia silenciosa pela Organização Mundial de Saúde (OMS), afetando mais de 425 milhões de pessoas no mundo, sendo um terço delas acima dos 60 anos, segundo o mais recente levantamento da OMS.

Leia mais  Diabetes é uma doença silenciosa e atinge 13 milhões de brasileiros

Apesar de mundialmente conhecido como o mês de conscientização contra o câncer de próstata, o Novembro Azul também é marcado pela luta contra o diabetes, doença que pode surgir em qualquer etapa da vida. “O mutirão é aberto a todos, porque o diabetes, apesar de ter uma incidência maior em pessoas com idade mais avançada, pode atingir também crianças e jovens”, explica o médico oftalmologista e chefe do Departamento de Retina e Vítreo do BOS, Arnaldo Bordon.

A relação do diabetes com a visão é igualmente muito importante. A chamada retinopatia diabética é a causa mais comum de perda de visão na faixa economicamente ativa da população. “É um dado alarmante, ainda mais se levando em conta a previsão da OMS de que o número de diabéticos aumente em quase 50% nas próximas duas décadas”, adverte o médico.

Leia mais  Pneumonia é a principal causa das mortes de crianças menores de 5 anos

A iniciativa organizada pelo BOS, com o apoio de vários parceiros, atuará na prevenção e identificação precoce da doença, das retinopatias e demais alterações nos olhos provocadas pelo diabetes e que podem levar à perda irreversível de visão. “É importante a orientação e ajuda médica o quanto antes, pois, em muitos casos, os pacientes só procuram auxílio especializado quando o problema já está em um estágio avançado, na fase em que a cegueira já se torna irreversível. Por isso, é extremamente importante alertarmos os diabéticos da importância dessas ações preventivas”, alerta o oftalmologista do BOS.

Além dos exames e das atividades que serão oferecidos, como massagem, orientação sobre condicionamento físico, nutrição, questões farmacêuticas, dentre outras, em alguns casos, o tratamento começará no local. “Será feito um mapeamento de retina e, a partir do resultado, outros exames já poderão ser feitos, como ultrassom e a OCT (Tomografia de Coerência Óptica) e, aqueles que precisarem de tratamento com laser, já iniciarão a terapêutica no local”, afirma o médico. (Da Redação)

Comentários