Buscar no Cruzeiro

Buscar

Geral

Crianças podem ser vacinadas em janeiro

28 de Dezembro de 2021 às 00:01
Cruzeiro do Sul [email protected]
Nota Técnica do Ministério da Saúde é favorável à imunização infantil.
Nota Técnica do Ministério da Saúde é favorável à imunização infantil. (Crédito: JACK GUEZ / AFP)

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, do Ministério da Saúde, elaborou uma nota técnica em que reforça a segurança da aplicação das vacinas em crianças. No documento, a pasta declarou que já se manifestou a favor da imunização e diz que deve começar a aplicar as doses em janeiro.

“Antes de recomendar a vacinação da covid-19 para crianças, os cientistas realizaram testes clínicos com milhares de crianças e nenhuma preocupação séria de segurança foi identificada”, escreveu a chefe da pasta, Rosane Leite de Melo.

A posição foi externada ao Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito de uma ação movida pelo PT, quando a Advocacia-Geral da União (AGU) pediu mais prazo para fornecer um calendário de vacinação contra o coronavírus.

A manifestação contraria as falas recentes do presidente da República, Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que têm colocado em xeque a segurança do imunizante da Pfizer na faixa etária de 5 a 11 anos.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), 2,5 mil brasileiros de zero a 19 anos já morreram por Covid-19, sendo mais de 300 delas no grupo de 5 a 11 anos.

“Minha filha, não”

Apesar da recomendação de especialistas e a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou ontem que as mortes de crianças por Covid-19 não justificam a adoção de uma vacina contra a doença.

Bolsonaro também informou que não vai imunizar sua filha Laura, de 11 anos. “Não vêm morrendo crianças que justifiquem uma vacina”, declarou o presidente em entrevista às emissoras CNN Brasil e SBT, após chegar a São Francisco do Sul (SC), onde passará a festa de ano-novo. (Da Redação com Estadão Conteúdo)