Exterior

Tribunal proíbe uso de orçamento militar para muro fronteiriço

O governo argumentava que o interesse público tornava necessário esse gasto

 

Um tribunal federal de apelações em San Francisco bloqueou nesta quarta-feira (3) o plano do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de destinar US$ 2,5 bilhões do orçamento militar para erguer um muro na fronteira.

Por dois votos a um, a corte concluiu que o governo violou legislação federal ao desviar fundos que o Congresso havia destinado para outros propósitos.

Leia mais  Americanos vão às urnas para dar seu veredito sobre Trump

 

O governo argumentava que o interesse público tornava necessário esse gasto, mas o tribunal de apelações do Nono Circuito rejeitou isso. Para os juízes, a Constituição deveria ser seguida e também o fato de que o Congresso avaliou que o interesse público era negar mais verba para a construção da barreira fronteiriça.

O Departamento de Justiça ainda não havia comentado o caso. (Estadão Conteúdo)

Comentários