Exterior

Rússia foi alvo de 25 milhões de ciberataques na Copa

A Rússia foi alvo de 25 milhões de ciberataques durante a Copa do Mundo de Futebol – declarou o presidente russo, Vladimir Putin, sem especificar a origem desses ataques. “Durante o período do Mundial de Futebol, cerca de 25 milhões de ciberataques e de outros atos criminosos contra as estruturas de informação na Rússia, relacionados de uma ou outra maneira com o Mundial, foram neutralizados”, disse Putin durante um encontro com os serviços secretos do país no domingo.

As declarações do presidente russo foram publicadas nesta segunda-feira (16) pelo Kremlin. “Por trás desse êxito, esconde-se um trabalho muito importante de preparação, operação, de análise e de informação. Usamos todas as nossas forças, nossa concentração estava ao máximo”, completou.

Sede do Mundial de Futebol entre 14 de junho e 15 de julho, a Rússia foi acusada por vários países ocidentais de lançar ciberataques. No domingo (15), o diretor Nacional de Inteligência americana, Dan Coats, garantiu que os ataques informáticos contra os Estados Unidos procedentes da Rússia se acentuaram.

Comentários