Exterior

Oito são mortos em emboscada do Estado Islâmico no Iraque

Oito são mortos em emboscada do Estado Islâmico no Iraque
Grupo jihadista mantém células clandestinas no sul do país. Crédito da foto: Sabah Arar / AFP (21/11/2020)

Seis militares e dois civis morreram na noite de ontem em uma emboscada organizada por jihadistas do Estado Islâmico (EI) a cerca de 200 quilômetros ao norte de Bagdá, no Iraque, disse um oficial da polícia local.

Uma bomba, colocada à beira de uma estrada, explodiu quando um veículo civil passou e, em seguida, policiais e membros do grupo paramilitar Hashd al Shaabi que se aproximaram da área foram baleados por jihadistas, explicou à AFP a fonte policial.

“Quatro membros do Hashd tribal”, as unidades sunitas desta coalizão paramilitar dominada por xiitas pró-iranianos, “dois policiais e dois civis foram mortos no ataque do EI”, disse Mohamed Zidan, prefeito da cidade de Zuiya, cerca de 50 quilômetros ao norte da capital iraquiana.

Até ontem, o atentado não foi reivindicado por nenhum grupo, mas autoridades acreditam ter sido praticado pelo Estado Islâmico. O governo iraquiano declarou “vitória” na guerra contra o EI em 2017, mas este grupo jihadista mantém células clandestinas nas províncias sunitas do país, especialmente na de Salahuddin, onde aconteceu o ataque de ontem.

Onze pessoas, entre elas membros das forças de segurança, perderam a vida há cerca de 10 dias em um ataque contra um posto militar a oeste de Bagdá, no qual cinco das vítimas também faziam parte do Hashd tribal. (AFP)

Comentários