Exterior

Israelenses voltam a aproveitar as praias

Israelenses voltam a aproveitar as praias
Mesmo na praia, determinação é que seja respeitada distância. Crédito da foto: Jack Guez / AFP

“É a primeira vez que eu mergulho na água em meses. É a melhor sensação do mundo!”, disse Daria, que logo pela manhã decidiu aproveitar a reabertura das praias em Israel após dois meses de confinamento.

No início de abril, quando as primeiras medidas de confinamento foram impostas para limitar a propagação do coronavírus, o fechamento das praias não chocou ou decepcionou ninguém, enquanto as temperaturas ambiente e da água ainda estavam frias.

Mas, com o início do desconfinamento nas últimas semanas e uma onda de calor escaldante, alguns israelenses não esperaram a autorização oficial para dar um mergulho.

No sábado, durante o sabbat, milhares de pessoas desafiaram as medidas em vigor nas praias de Tel Aviv para pegar sol e se refrescar nas águas do Mediterrâneo, ainda na ausência de salva-vidas.

A abertura de 124 praias vigiadas em todo o país ao público ontem marcou o início oficial da temporada de verão.

Leia mais  Universidade de Cambridge realizará todas as aulas online em 2021

As autoridades têm dificuldades em aplicar medidas de distanciamento social. Em teoria, ainda se exige uma distância de dois metros entre as pessoas nas praias, desde que os grupos não sejam formados por mais de seis indivíduos, decidiu o governo, que procura concretizar o desconfinamento enquanto teme uma eventual segunda onda de contágio.

Israel, com cerca de nove milhões de habitantes, registrou 16.600 casos de mortes por Covid-19 e 278 mortes. (AFP)

Comentários