Economia Exterior

Estados Unidos também suspendem voos com Boeing 737 MAX

Decisão vigorará até mais investigações sobre as aeronaves e o acidente de domingo (10) na Etiópia
Estados Unidos também suspendem voos com Boeing 737 MAX
Operação dos Boeing 737 MAX 8 e MAX 9 foi suspensa também nos Estados Unidos. Crédito da Foto: Justin Sullivan/Getty Images/AFP (13/3/2019)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (13) que seu país também decidiu manter em terra os modelos 737 MAX 7 e 8 da Boeing, após o acidente, no domingo (10), com uma aeronave dessa geração na Etiópia.

Segundo Trump, a Boeing é uma “grande empresa”, mas a decisão já foi comunicada a companhias e a pilotos.

Leia mais  Etiópia investiga acidente de avião que deixou 157 mortos

 

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês), órgão regulador do espaço aéreo nos Estados Unidos, divulgou nota na qual justifica a decisão por um processo de coleta de dados e de novas evidências, bem como do estudo de dados disponíveis em satélite.

Com a medida, os EUA se juntam a uma série de países que vetaram por hora os voos das aeronaves 737 MAX da Boeing, depois que duas aeronaves dessa geração se acidentaram em cinco meses: antes do acidente do final de semana, um 737 MAX já havia caído na Indonésia no final do ano passado.

No Brasil, a Gol Linhas Aéreas, que tem sete aparelhos desse tipo na frota, suspendeu na segunda-feira as operações com eles.

A FAA diz que a decisão de que essas aeronaves não devem voar vigorará até mais investigações, incluindo o exame do voo na Etiópia. Uma equipe da FAA está na Etiópia ajudando na apuração, informa o órgão. (Da Redação, com informações de Estadão Conteúdo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO