Exterior

Em meio à pandemia Índia enfrenta ciclone

Em meio à pandemia Índia enfrenta ciclone
Ao menos 95 pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas em Bangladesh e no leste da Índia. Crédito da foto: Munir Uz Zaman / AFP

Ao menos 95 pessoas morreram em Bangladesh e no leste da Índia após a passagem de um ciclone, o mais devastador dos últimos 20 anos, que arrancou árvores e dezenas de milhares de casas, além de obrigar milhões de pessoas a buscarem abrigo em meio à pandemia.

A Índia registrou 72 mortes no estado de Bengala Ocidental, e Bangladesh registrou 23 mortes em seu território, segundo balanços provisórios divulgados ontem.

De acordo com o escritório das Nações Unidas em Bangladesh, a tempestade afetou 10 milhões de pessoas e deixou meio milhão de habitantes desabrigados.

Em Calcutá, capital do estado da Bengala Ocidental, as foram ruas inundadas e os carros imersos na água acumulada.

O ciclone Amphan atingiu o território sul de Calcutá na noite de quarta, com ventos de 165 km/h e fortes chuvas.

Leia mais  EUA somam mais de 97 mil mortes e superam 1,6 milhão de casos de covi-19

“O impacto do Amphan é pior que o do coronavírus”, disse a principal ministra da Bengala Ocidental, que lamentou as “milhares de casas de barro destruídas, árvores arrancadas, estradas submersas e colheitas destruídas”. (AFP)

Comentários