Exterior

Dois garotos e técnico estão fracos na caverna, diz CNN

Dois dos meninos tailandeses presos na caverna e o treinador deles não têm condições físicas de deixar o local nesta quinta-feira (5), disseram à rede de TV CNN membros da Marinha do país asiático que pediram para não ser identificados. Segundo avaliação médica, os três estão sofrendo de exaustão provocada pela desnutrição.

Uma das preocupações neste momento é que há previsão de mais chuva neste final de semana, aumentando a pressão para pôr em prática um plano capaz de tirar os 12 meninos e o técnico da caverna antes que a água continue a subir. A água está sendo bombeada do local, mas é um trabalho que anda em ritmo lento e, se as chuvas apertarem, os esforços ficarão comprometidos.

A saída do grupo via mergulho é considerada a hipótese mais arriscada no momento, mas, caso as chuvas previstas para as próximas semanas inundem o local, pode acabar sendo a única opção. O grupo desapareceu no sábado (23) e só foi encontrado por mergulhadores na segunda (2) em um trecho de difícil acesso dentro da caverna. Eles começaram a receber na quarta-feira (4) as primeiras aulas de mergulho, tendo lições de como respirar com o equipamento.

Leia mais  Inundações deixam mais de 50 mortos na Indonésia e em Timor Leste

Imagens divulgadas pela Marinha tailandesa mostraram que eles estão bem de saúde, apesar do tempo que ficaram sem comer. Os militares não explicaram por que uma das crianças e o treinador não aparecem nas imagens.

Para sair, os meninos (com idade entre 11 e 16 anos) e seu treinador (que tem 25 anos) terão que percorrer cerca de quatro quilômetros por dentro da caverna, sendo que parte do trecho está inundada. Os experientes mergulhadores que trabalham no resgate disseram que demoraram cerca de seis horas para fazer o percurso. Além de treinar o grupo, uma das prioridades da equipe de resgate é garantir que todos estejam saudáveis o suficiente para fazer o percurso de volta. (Folhapress)

Comentários