Exterior

Cerca de 2 mil máscaras cirúrgicas são roubadas de hospital na França

O crime foi registrado em meio à crise sanitária ligada ao novo coronavírus
Cerca de 2 mil máscaras cirúrgicas são roubadas de hospital na França
Funcionário empilha máscaras faciais de proteção respiratória em fábrica na França. Crédito da foto: Philippe Desmazes / AFP (28/2/2020)

Aproximadamente 2 mil máscaras cirúrgicas foram roubadas de um hospital de Marselha, no sudeste da França. O fato aconteceu em meio à crise sanitária ligada ao novo coronavírus, informou nesta terça-feira (3) à AFP o serviço de saúde pública da cidade.

As caixas de máscaras roubadas estavam armazenadas no bloco central do hospital público da Conception, cujo acesso é reservado para pessoal da saúde autorizado e pacientes operados. A informação foi dada pelo serviço sanitário, confirmando informações do jornal La Provence.

“Lançamos uma investigação interna para encontrar o ou os autores”, acrescentou a direção, que distribuiu um comunicado interno a todo o pessoal do bloco “para lembrar que o uso dessas máscaras é estritamente reservado ao exercício profissional”.

Instruções de segurança

Após o roubo, instruções foram distribuídas a todos os hospitais “para garantir a segurança dos estoques (máscaras, álcool em gel) e impedir a repetição desse tipo de incidente”. “O estoque restante é suficiente para garantir a atividade do bloco e novos pedidos foram feitos para um reabastecimento rápido”, tranquilizou.

Leia mais  Argentina registra primeiro caso de coronavírus

 

Uma quarta morte na França de uma pessoa infectada com o novo coronavírus foi anunciada nesta terça-feira (3) pelo ministério da Saúde. No país foram confirmados 200 casos. (AFP)

Comentários