Exterior

Após confronto, China e Índia acordam em ‘reduzir a tensão’

Os confrontos de segunda-feira no Himalaia provocaram a morte de 20 soldados indianos
Após confronto, China e Índia acordam em ‘reduzir a tensão’
Crédito da foto: Jewel Samad / AFP (17/6/2020)

China e Índia concordaram, nesta quarta-feira (17) em “reduzir a tensão” na fronteira, após um incidente sangrento ocorrido nesta semana, que causou a morte de 20 soldados indianos em uma disputada região fronteiriça no Himalaia.

Ambas as partes concordaram em manter a paz na região, anunciaram autoridades chinesas no final de uma conversa entre os dois ministros das Relações Exteriores.

Os confrontos de segunda-feira no Himalaia provocaram a morte de 20 soldados indianos. A China não confirmou suas baixas, mas, segundo a imprensa indiana, foram 40 soldados mortos ou gravemente feridos no primeiro incidente bilateral com mortes em 45 anos.

China e Índia, ambas potências nucleares, são as duas nações mais populosas do mundo, com cerca de 2,8 bilhões de habitantes entre elas. Na madrugada de segunda para terça-feira, militares dos dois gigantes asiáticos tiveram um confronto corpo a corpo, de grande violência, com socos, pedras e barras de ferro.

O episódio ocorreu no Vale de Galwan, localizado a mais de 4.000 metros de altitude, área que é objeto de uma antiga disputa fronteiriça. (AFP)

Comentários