Esporte

William Machado deixa gerência de futebol do Santos

Samir Carvalho – Folhapress

William Machado pediu demissão do cargo de gerente de futebol do Santos nesta sexta-feira (6). O ex-zagueiro e comentarista recebeu uma proposta do mercado financeiro para prestar consultoria para atletas de futebol.

William assumiu o cargo no Santos em janeiro deste ano e sofria pressão para deixar o cargo. O “passado corintiano” e o fato de não ter identidade com o time da Vila Belmiro eram os principais motivos para que dirigentes, conselheiros e torcedores pedissem a sua saída.

O ex-zagueiro ameaçou pedir demissão por causa dos problemas internos do clube, mas foi convencido a permanecer por Ricardo Gomes, que assumiu o cargo de diretor executivo de futebol no mês passado.

William é o segundo dirigente do departamento de futebol a deixar o clube nesta temporada. Antes dele, Gustavo Vieira foi demitido do cargo de diretor executivo de futebol após 45 dias de trabalho.

Leia mais  São Paulo confirma acerto com William até final da temporada

O Santos vive uma grande crise política. Além do “racha” entre o presidente José Carlos Peres e o vice Orlando Rollo, a diretoria santista perdeu um importante integrante. Trata-se de Andrés Rueda, que deixou o cargo oficialmente nesta quinta (5).

Rueda foi rival de Peres na eleição e aceitou o convite de integrar o Comitê Gestor após ficar em segundo lugar no pleito de dezembro de 2017. Poucas horas depois foi a vez de Urubatan Helou, outro integrante do Comitê Gestor, deixar o cargo.

Se não bastasse, Peres foi ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), em São Paulo, nesta quinta, para registar um Boletim de Ocorrência contra um ex-funcionário do clube, Luiz Fernando Souza, conhecido como Luizinho Hotshow.

Peres se sentiu ameaçado em um áudio de mais de 13 minutos enviado em grupo de Whatsapp, criado pelo ex-funcionário. Ele adicionou Peres, Rollo e mais dois dirigentes: Pedro Dória, do Comitê Gestor, e Marcelo Frazão, gerente de marketing.

Leia mais  Palmeiras treina e se mantém pronto para jogar domingo

Luizinho alega ingratidão de José Carlos Peres e companhia por ter sido peça importante na campanha eleitoral da atual diretoria santista. Ele lembra, inclusive, que abandonou Modesto Roma para apoiar Peres e Rollo. No áudio, o ex-dirigente pede para eles desistirem da demissão.

Comentários