Esporte

Tiago Nunes elogia defesa, mas cobra poder de decisão

Tiago Nunes elogia defesa, mas cobra poder de decisão
Técnico do Corinthians alerta: final de campeonato é decidida em detalhes. Crédito da foto: Peter Leone / O fotográfico / Estadão Conteúdo (5/8/2020)

“Uma final é marcada por poucas chances de gol e um lance pode te levar ao título ou não”. A opinião é do técnico Tiago Nunes, se referindo aos gols perdidos por Ramiro e Mateus Vital, ainda no primeiro tempo do clássico de quarta-feira, em Itaquera, contra o Palmeiras, que terminou em 0 a 0. A segunda foi defendida de forma espetacular pelo goleiro Weverton. “Uma final é decidida nos detalhes em uma competição tão difícil. Eles que fazem a diferença.”

Ao mesmo tempo, o treinador destacou o fato de o setor defensivo ainda não ter sido vazado pós-quarentena. “Defensivamente fizemos uma partida muito boa. Conseguimos trabalhar com uma linha defensiva alta, compacta, o que é difícil diante de uma equipe que usa muito da bola longa para trabalhar em velocidade. Conseguimos manter essa marcação graças à entrega dos jogadores”.

Tiago Nunes também comemorou o fato da possibilidade de escalar no sábado a mesma formação pela quarta vez consecutiva. “Isso vai dando entrosamento e confiança nas ideias que estão sendo propostas e o mais importante é quem entra consiga manter o mesmo nível de atuação para que independentemente dos nomes a gente consiga manter uma regularidade.”

Ontem (6), os jogadores, membros da comissão técnica e demais funcionários do Corinthians fizeram testes de coronavírus nesta quinta-feira. A realização dos exames antes do segundo jogo da final do Campeonato Paulista havia sido acordada com a Federação Paulista de Futebol (FPF), após polêmica envolvendo o clube alvinegro e o Palmeiras. Se alguém testar positivo para a Covid-19, estará vetado da partida decisiva de amanhã, às 16h30, no estádio Allianz Parque.

“Apesar de o time estar concentrado desde o início do retorno do Paulistão, temos no nosso protocolo a realização semanal de exames. Foi realizado para termos um controle maior e a melhor segurança possível para desempenhar o jogo da forma mais segurança”, afirmou o médico do clube, Ivan Grava.

Corinthians e Palmeiras entraram em polêmica no início da semana por causa da realização dos testes. O presidente do clube alvinegro, Andrés Sanchez, afirmou que era contra porque o elenco está concentrado no CT Joaquim Grava desde a retomada do Paulistão. Já o Palmeiras liberou os atletas da concentração e faz testes a cada três dias.

Na visão de Andrés Sanchez, apenas a delegação alviverde teria de fazer os exames. No fim, ficou acordado com a FPF que os dois clubes teriam de testar o elenco antes do segundo jogo da decisão.

Ainda ontem, os jogadores titulares do Corinthians fizeram trabalhos regenerativos na parte interna do CT Joaquim Grava, com exceção do goleiro Cássio, que participou de atividades em campo. O técnico Tiago Nunes e seus auxiliares comandaram um treino técnico em espaço reduzido com os reservas, com foco no aprimoramento da marcação em pressão, passes rápidos e finalizações.

O elenco faz na manhã de hoje a última atividade antes da decisão estadual. A tendência é de que Tiago Nunes trabalhe com os titulares em campo. (Estadão Conteúdo)

Comentários