Esporte São Bento

Silas reafirma confiança em uma reação do São Bento no Paulistão

Com o próximo adversário em situação semelhante, o treinador crê que o aspecto psicológico terá um grande peso no duelo
O São Bento nas mãos de Silas
Técnico lembra que a situação é difícil também para os rivais – Foto: Fábio Rogério

Ameaçado pelo rebaixamento — e na lanterna do Paulistão há cinco rodadas –, o São Bento ainda não venceu em sete partidas disputadas, o que tem levado muita gente a fazer os cálculos para fugir da Série A2 em 2020. Para o técnico Silas, porém, não existe conta melhor do que um resultado positivo já na próxima rodada, nesta sexta-feira (22), fora de casa contra o Mirassol.

Questionado sobre a ameaça de descenso, o treinador admitiu que o assunto ronda o ambiente, mas também disse acreditar muito na recuperação e permanência da equipe na elite estadual no ano que vem.

“A questão do rebaixamento está no ar. Mas é uma coisa que não falamos, pois matematicamente é muito factível sair. Não é que temos de salvar seis pontos em 15. Temos de ganhar um jogo. Os adversários tem de ganhar também e estamos em situação bem parecida”, declarou na entrevista coletiva pré-jogo concedida ontem. A equipe já viajou para São José do Rio Preto, onde finaliza a preparação para o duelo que acontece em Mirassol.

Leia mais  Henal cobra reação do São Bento e ‘vergonha na cara’

 

Silas citou a paridade das equipes que brigam contra o rebaixamento, já que acima do São Bento, com três, vêm Botafogo e São Caetano com apenas um a mais, além do próprio Mirassol, com cinco. Ou seja: uma vitória é capaz de tirar o time não apenas da lanterna, mas também da zona da degola.

Com o próximo adversário em situação semelhante, o treinador crê que o aspecto psicológico terá um grande peso no duelo de amanhã. “O Mirassol está numa situação bem parecida com a nossa, em pontuação e estado emocional. E esse segundo fator que vai pesar mais ainda. É a segunda decisão em cinco. Acho que essa luta (contra o rebaixamento) vai ser até o fim, ganhando ou não ganhando”, comentou.

Silas admite que o time titular deverá ter mudanças em relação aos 11 que iniciaram o jogo contra o Oeste, mas mantém mistério quanto às trocas a serem feitas, adiantando que, em alguns casos, a alteração não se dá pelo aspecto técnico, mas sim físico.

Certo é que o zagueiro Diego Ivo, ainda se recuperando de lesão no quadril, deve ficar de fora. Luizão é o substituto mais provável. Outro que está no departamento médico é o goleiro Mateus Pasinato, que ainda não atuou na temporada.

Comentários