Esporte

Sete uruguaios pegam Covid após jogo com Brasil

Sete uruguaios pegam Covid após jogo com Brasil
Oscar Tabárez: “Já esperava por isso”. Crédito da foto: Divulgação / AUF

A Associação Uruguaia de Futebol (AUF) confirmou ontem que dois jogadores da seleção e cinco membros da delegação testaram positivo para a Covid-19, um dia depois do jogo com o Brasil pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022.

Os dois jogadores infectados são os atacantes Diego Rossi e Alexis Rolín, que ficaram no banco de reservas durante a partida disputada em Montevidéu, na qual a equipe brasileira venceu por 2 a 0.

De acordo com a AUF, os outros integrantes da comissão técnica contaminados com o coronavírus são o médico Alberto Pan, o preparador físico Jorge Rey, o cinesiologia Richard López, Emiliano Aguirre, da AUF TV, e Víctor Britez, do departamento de vestuário.

Antes do duelo com a seleção brasileira, os uruguaios já haviam anunciado outros três casos no time: o atacante Luís Suárez, o goleiro Rodrigo Muñoz e o lateral esquerdo Matías Viña, que atua no Palmeiras, onde foram diagnosticados 17 casos, sendo 15 em jogadores.

“Todos os mencionados estão bem de saúde e as medidas correspondentes já foram implementadas”, acrescentou a AUF.

Na coletiva de imprensa após o jogo com o Brasil, o técnico da seleção uruguaia, Oscar Tabárez, falou sobre os contágios que sabia até aquele momento, afirmando que era uma situação previsível.

“Era de se esperar que isso acontecesse. Há muito que digo que está piorando, não sei o que vai acontecer com as eliminatórias e todas as competições”, declarou. (AFP)

Comentários