São Bento

São Bento volta ao gramado neste sábado (8) e reabre a Série C

Foram apenas 16 dias de preparação para a estreia, com todos os treinamentos fechados à imprensa
São Bento volta ao gramado neste sábado (8) e reabre a Série C
O técnico Edson Vieira deve manter a base que vinha jogando o Paulista Série A2 antes da paralisação pela pandemia. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (3/3/2020)

Enfim, a espera chegou ao fim. Após 145 dias sem entrar em campo, o São Bento volta aos gramados neste sábado (8), às 15h, para enfrentar o São José (RS), fora de casa, pela primeira rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Anteriormente, a última partida disputada foi no dia 15 de março — vitória sobre a Penapolense, por 2 a 1, pela 12ª rodada da Série A2 do Campeonato Paulista.

Antes de mais nada, foram apenas 16 dias de preparação para a estreia, com todos os treinamentos fechados à imprensa, seguindo os protocolos sanitários. Além do pouco tempo, o Azulão terá pela frente um adversário que já atuou no retorno do futebol. “A situação para nós é muito difícil. Eu sou muito otimista, mas não posso me iludir. Esses caras aqui não jogam há quatro meses. Sei que vão se entregar, esse grupo é espetacular, mas eu espero muita dificuldade nesse começo”, afirmou o técnico Edson Vieira.

Rebaixamento

Rebaixados na Série B do ano passado, os sorocabanos, entretanto, podem ser vistos como postulantes às quatro vagas de acesso para a segunda divisão nacional. Mas, pelo atual cenário, o comandante beneditino tem um objetivo inicial claro: garantir a permanência. “Eu aprendi que a primeira meta para ser alcançada, quando tem (um campeonato com) descenso, é a pontuação para não cair. Então, a nossa meta hoje é conquistar de 18 a 20 pontos. Depois é outra conversa: pontuação para classificação e acesso”, pontuou.

Ao longo da paralisação, o Azulão perdeu cinco jogadores, sendo três deles titulares: o zagueiro Flávio Boaventura, o lateral-direito Marcos Martins e o atacante Diego Tavares. Cinco reforços chegaram, mas a base da equipe que vinham atuando será mantida. “Você não pode inventar. Quanto mais simples, mais chances de triunfar você tem. Se eu tenho um time que se recuperou na Série A2 e desse time seis (jogadores) continuam, eles têm que jogar. Então, eu não posso inventar”, afirmou Vieira.

Do outro lado, por exemplo, o São José entrou em campo três vezes desde a retomada. Os jogos foram pelo segundo turno do Campeonato Gaúcho: duas derrotas e uma vitória. O Zequinha se reforçou para a Série C, com destaque para o meia Vitor Júnior, que já defendeu Corinthians e Botafogo.

A rádio Cruzeiro FM 92,3 transmitirá a final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians, que acontece às 16h30. A abertura da transmissão será às 14h e contará com flashes ao vivo do duelo beneditino com o repórter Caio Rossini, direto de Eldorado do Sul (RS).

SÃO JOSÉ (RS) X SÃO BENTO

São José – Fábio; Felipe Mattioni, Goiano, Marcão e Roger; Diguinho, Tavares, Vitor Júnior e Gustavo Xuxa; Maradona e Luiz Eduardo. Técnico: Éverton Vanoni
São Bento – Lucas Macanhan; Ferrugem, Bruno Leonardo, Douglas Assis e Allan Vieira; Fábio Bahia, Serginho e Thiago Primão; Rafinha, Erick Luís e Bambam. Técnico: Edson Vieira
Árbitro – Rodrigo da Fonseca Silva (MT)
Local – CT Hélio Dourado, Eldorado do Sul (RS)
Hora – 15h

Série C tem nova fórmula em 2020

A Série C do Campeonato Brasileiro 2020 tem um novo formato de disputa, com mudança em suas fases decisivas. Não haverá mais confrontos de quartas e semifinais, que serão substituídas por dois quadrangulares. A primeira fase tem dois grupos com dez times cada, que se enfrentam dentro do próprio grupo.

No Grupo A estão Botafogo (PB), Ferroviário (CE), Imperatriz (MA), Jacuipense (BA), Manaus, Paysandu, Remo, Santa Cruz, Treze (PB) e Vila Nova. No Grupo B, além de São José (RS) x São Bento, o Ituano estreia hoje enfrentando o Tombense, às 16h, em Osasco. Os outros integrantes são: Boa Esporte, Brusque, Criciúma, Londrina, Volta Redonda e Ypiranga (RS).

Na segunda fase, o chaveamento envolve os quatro melhores colocados de cada grupo. Mas, os dois melhores conquistam o acesso à Série B no ano seguinte, e os vencedores das chaves fazem a final. (Zeca Cardoso, com informações da CBF)

Comentários