São Bento

São Bento monta equipe polivalente por conta de orçamento reduzido

Sem dinheiro, Bentão tem de optar por jogadores que atuam em várias posições
Deslocado para a defesa contra o XV de Piracicaba, atacante Diego Tavares mostrou eficiência. Crédito da foto: Fábio Rogério (4/2/2020)

Na partida anterior do São Bento, contra o XV de Piracicaba — domingo passado –, o técnico Léo Condé foi obrigado a fazer uma substituição no início do segundo tempo. O lateral-direito Marcos Martins sentiu um desconforto no músculo posterior da coxa direita e deixou o gramado. Na vaga do lateral, o escolhido para entrar foi Ruan, um atacante. Com isso, Diego Tavares, que estava jogando como extremo, foi descolado para a linha defensiva.

Muito torcedores pensaram que o treinador poderia estar improvisando, mas não foi isso que aconteceu. Tavares já atuou em outros clubes como lateral. Alguns jogadores contratados pelo Bentão para a temporada de 2020 são polivalentes. Em função dos recursos financeiros escassos, a atuação em mais de uma posição foi pensada na montagem do elenco.

Leia mais  Nove jogos abrem o Cruzeirão 2020 nesta quinta-feira (27)

“Minha posição de origem é lateral. Eu comecei de atacante, mas depois fui para a lateral-direita. Então, essas são as minhas duas posições e não tem nada de improvisação. Gosto de jogar nas duas (posições) e vou estar à disposição do professor e pronto para ajudar os meus companheiros”, explicou Diego Tavares.

Situação indefinida

A presença de Marcos Martins contra o Red Bull no sábado, às 16h, em Sorocaba ainda não está confirmada. O jogador irá realizar um exame para constatar se existe uma lesão, mas Martins garante que está se sentindo bem. O departamento médico decidiu por fazer uma ressonância apenas como prevenção.

Se não puder contar com o lateral titular, a opção de Léo Condé deve ser mesmo por Diego Tavares. No elenco, outro jogador da posição é Matheus Pimentel, que subiu das categorias de base para o profissional neste ano. A opção por Tavares passa pela experiência e também por conhecer os caminhos da função.

“Tem as coisas boas e ruins de jogar na lateral. Você precisa defender mais, tem que estar disposto ali atrás para defender. Na hora de atacar, você pega a bola de frente (para o campo) que é a melhor coisa do lateral. Gosto de jogar na lateral, por essa opção de pegar a bola de frente e poder ir para o confronto mano a mano com o adversário”, revelou.

Leia mais  São Bento dá vexame e perde do São Caetano no CIC por 3 a 1

De volta aos treinos

Na primeira atividade após o empate contra o XV de Piracicaba, o técnico Léo Condé não pode contar, além de Marcos Martins — que foi vetado pelo departamento médico –, com o goleiro Lucas Macanhan, que também ficou de fora por conta de um incômodo no adutor da coxa direita. Porém, o goleiro não é preocupação para a partida do final de semana.

Outra alteração na equipe beneditina para a quinta rodada da Série A2 do Paulista será no meio de campo. Sem poder contar com o volante Evandro, expulso contra o XV, Condé sinalizou que Doriva ficará com a vaga.

O treinamento durou por volta de 1 hora e 30 minutos. O trabalho foi intenso na movimentação ofensiva, com a equipe titular trabalhando a posse de bola e buscando quebrar a barreira ofensiva que era montada por oito defensores. (Zeca Cardoso)

Comentários