São Bento

Olhando para o futuro

São Bento renovará a sua diretoria executiva quase por completo
Olhando para o futuro
O empresário Almir Laurindo será aclamado presidente no sábado (10). Crédito da foto: Luiz Setti / Arquivo JCS (18/12/2013)

As eleições no São Bento acontecem no próximo sábado (10), mas o novo presidente do clube já é conhecido. Almir Laurindo, atual vice-presidente, encabeça a única chapa inscrita no pleito e será eleito mandatário beneditino. O empresário participa do clube desde 2011 e conhece os desafios do dia a dia — que serão principalmente financeiros.

Almir assumirá a direção já na próxima semana, com um trabalho em andamento, no qual dará prosseguimento, mas fará alterações no corpo diretivo. “Meu pensamento foi de trazer sangue novo para a diretoria. Nova ideias para formar uma nova sequência de coisas para o São Bento. É bem jovem a diretoria, mas quem não continuou com a gente vai estar nos ajudando”, disse, em entrevista à rádio Cruzeiro FM 92,3.

A nova direção terá uma situação complicada no que diz respeito às finanças. Mesmo com o acesso à Série A1 do Campeonato Paulista, os rebaixamentos de 2019 ainda refletem no Bentão. Processos trabalhistas serão um empecilho para a próxima gestão. “Há jogadores e empresários que já entraram com ações. É uma preocupação nossa por conta de bloqueio de cotas na Federação (Paulista de Futebol). Este ano também furou muito o orçamento. O grande trabalho no São Bento vai ser a análise financeira”, alertou.

E se no ano passado o Azulão buscou saltar um patamar trazendo jogadores com um certo nome no mercado do futebol, o que não deu certo, em 2020 a política dos “pés no chão” voltou a reinar. Esta deve ser a linha de trabalho de Almir. “É para montar um time equalizado (financeiramente), operário, guerreiro. Esse vai ser o símbolo do São Bento na minha gestão. Esperando sempre o máximo de garra dentro de campo”, assinalou o futuro mandatário.

Os dois rebaixamentos do ano passado e a pandemia do novo coronavírus derrubaram as receitas do Azulão. Principalmente em relação ao programa de sócio-torcedores. Para o futuro presidente, essa é a chave para o sustento do time. “O dono do São Bento é o sócio-torcedor. Muita gente vem falar comigo que tem várias indústrias grandes em Sorocaba para patrocinar o clube, mas hoje a gente não tem nem 500 sócios ativos. Como vamos pedir um patrocínio para empresa grande?”, pontuou.

Em meio à problemas financeiros e a posse da nova diretoria, o São Bento ainda disputa as finais da Série A2 do Campeonato Paulista e tem a missão de buscar se livrar do rebaixamento na Série C do Campeonato Brasileiro. A extensão do contrato de jogadores do atual elenco, com vencimento em outubro já está sendo tratada. Pelo menos dois reforços devem ser anunciados: um atacante e um zagueiro. O planejamento para o próximo ano também prevê a renovação com o técnico Edson Vieira.

“O nosso treinador é o Edson Vieira. Estamos focados na Série C, em trazer os reforços que ele pediu para se manter na Série C. Durante os próximos meses nós vamos conversando e a prioridade é continuar com o Edson”, comentou Almir. (Zeca Cardoso)

Comentários