São Bento

Futebol sem o contato físico ‘é muito estranho’, diz Bahia

Capitão do São Bento conta como foi a volta aos treinos após 126 dias
Futebol sem o contato físico ‘é muito estranho’, diz Bahia
Volante Fábio Bahia diz que os protocolos contra o novo coronavírus deixam o esporte diferente de tudo o que os jogadores estão acostumados. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (7/1/2020)

“Ansiedade muito grande, né! Uma coisa que ninguém tinha passado: quase quatro meses sem treinar, sem fazer o que a gente mais gosta.” Assim o capitão do São Bento, Fábio Bahia, definiu a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus.

Foram 126 dias sem participar do dia a dia do Bentão. O volante, que já vestiu a camisa do time sorocabano em 164 partidas, comentou como foi o retorno em uma situação inusitada. Principalmente por conta do maior distanciamento entre as pessoas, justamente em um ambiente de tanto contato.

“É muito estranho. No primeiro dia, eu não sabia se cumprimentava os meus companheiros. Eu não sabia o que fazer. É uma situação diferente de tudo o que nós estamos acostumados. O futebol é muita brincadeira, muito contato, muita resenha”, revelou.

Leia mais  São Bento reforça zaga para Série C e Paulista A2

Nenhum caso positivo foi detectado no clube após os testes de Covid-19 realizados. O protocolo sanitário, elaborado pelos médicos beneditinos, foi embasado nos documentos da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“Temos que dar o nosso jeito para respeitar isso, até pensando no nosso companheiro, nos familiares que estão em casa. Temos que pensar nisso para nos proteger. Fazendo o que gostamos, mas dá forma positiva, por isso precisamos respeitar o protocolo”, afirmou.

Para a equipe sorocabana, os treinamentos retornaram na última terça-feira (21), com atividades físicas e técnicas. Na primeira semana, os jogadores foram divididos em dois grupos, por conta da necessidade de limitar os contatos ao menor número de pessoas possível.

“Semana positiva demais, encontramos com os nossos companheiros, comissão técnica. Todo mundo está dando o seu melhor para que o mais rápido possível voltemos à forma física (ideal)”, comentou o jogador que foi autor de cinco gols na temporada passada.

Leia mais  São Bento estreia neste sábado (8) na Série C do Campeonato Brasileiro

Início da Série C vai exigir mais superação

Durante a paralisação por conta da pandemia, os jogadores do Bentão mantiveram uma rotina de treinos em casa, monitorados pelo preparador físico do clube, Cléber Vaz, através de vídeo-chamadas. Foi a maneira encontrada para minimizar as perdas físicas no período.

“São quatro meses, coisa que a gente nunca passou. Claro que fizemos um trabalho em casa, totalmente diferente, mas não chegamos zerados. Não é a forma ideal, mas tenho certeza que a gente vai chegar na melhor forma física no início da competição”, afirmou o volante e capitão beneditino Fábio Bahia.

E o início das competições está próximo. Será no dia 8 de agosto, às 15h, a estreia na Série C do Campeonato Brasileiro, fora de casa, contra o São José (RS). Os gaúchos estão à frente na preparação, mas Bahia já tem a receita para diminuir essa distância.

“No São Bento, tudo sempre foi superação. Acho que nesse momento, essa palavra vai ecoar muito grande em todos nós. Cada vez mais nos dedicarmos para minimizar isso, esse tempo de treino a mais que os outros (clubes) tiveram”, pontuou. (Zeca Cardoso)

Comentários