São Bento

Com reservas, São Bento leva 3 a 0 do Bragantino jogando em casa

Equipe segue na zona do rebaixamento da Série B, na vice-lanterna, com 24 pontos
São Bento perdeu do Bragantino no CIC por 3 a 0 e segue mal na Série B. Crédito da Foto: Fábio Rogério

O São Bento perdeu mais uma no Campeonato Brasileiro da Série B: foi derrotado pelo Bragantino, líder da competição, por 3 a 0, nesta sexta-feira (4), no Walter Ribeiro (CIC). O Azulão entrou em campo com uma equipe reserva, assistiu Claudinho fazer os três gols do Massa Bruta e não conseguiu fazer frente ao melhor time da competição.

Leia mais  São Bento jogará para roubar pontos do líder Bragantino

 

Com isso, o São Bento segue na zona do rebaixamento, na vice-lanterna, com 24 pontos. Se o Londrina vencer o Cuiabá neste sábado (5), a distância para sair do Z4 ficará em cinco pontos. O próximo compromisso é de vida ou morte, contra o Vila Nova, segunda-feira, às 20h, em Sorocaba.

O jogo

Com a bola rolando, o início da partida deu o tom do que foi dito durante a semana pelo São Bento. O clube sorocabano deixava o Bragantino com a bola, só apertava a marcação na sua própria intermediária e buscava uma escapada ofensiva na velocidade do chileno Arancibia e de Dudu Vieira.

O Massa Bruta trocava passe, mas não conseguia incomodar o goleiro Renan Rocha. O Azulão, no contra-ataque, foi o primeiro a dar um chute a gol. Na rápida jogada de Dudu Vieira, a bola chegou até Fernandes, que finalizou e Júlio César fez a primeira defesa do jogo.

Aos 28 minutos, o Bragantino teve a sua primeira oportunidade. Em rápida jogada pelo lado direito, Ryller invadiu a área e bateu cruzado, Ytalo, na segunda trave, não conseguiu chegar para empurrar para o fundo da rede.

Após a chance de gol, o adversário ocupou ainda mais o campo ofensivo. Liberando os laterais, fazendo a saída com os zagueiros e movimentando bastante os homens de frente, mas parava na boa marcação beneditina.

Sem espaço, o gol saiu na bola parada. Claudinho cobrou falta da intermediária com força, a bola quicou na frente do goleiro Renan Rocha, que não conseguiu segurar, e morreu no fundo da rede: 1 a 0.

Na volta do intervalo, a equipe com voltou duas alterações para deixar o São Bento mais ofensivo. Saíram Doriva e Dudu Vieira para as entradas dos atacantes Paulinho Boia e Zé Roberto.

Mas o Bragantino voltou mais dominante ainda. Em uma boa troca de passes, a bola chegou para Claudinho. O camisa 39 bateu com categoria da entrada da área para fazer mais um: 2 a 0.

Aos 26 minutos, o lateral-esquerdo Mansur arrancou ao ataque e na força física conseguiu chegar próximo a grande área e finalizar, obrigando Júlio César a fazer boa defesa.

Para piorar a situação do Bentão, Mansur derrubou Robinho dentro da área, pênalti marcado. Na cobrança, Claudinho bateu de pé direito para fazer o terceiro dele e do Bragantino na noite.

Com a vitória definida para o Massa Bruta, o time de Bragança Paulista tocava a bola e controlava o jogo. O São Bento não tinha forças para reagir e viu a décima quarta derrota na competição chegar. (Zeca Cardoso)

São Bento 0 x 3 Bragantino

São Bento – Renan Rocha; Joãozinho, Gérson, Joílson e Mansur; Juliano, Doriva (Paulinho Boia), Vinícius Kiss e Dudu Vieira (Zé Roberto); Fernandes e Arancibia (Cafu). Técnico: Milton Mendes

Bragantino – Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ricardo Ryller, Uilian Correia (Pedro Naressi) e Ytalo (Robinho); Claudinho (Vitinho) Roberson e Wesley. Técnico: Antônio Carlos Zago

Árbitro – Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Gols – Claudinho, aos 43 minutos do 1º tempo; aos 3 e 32 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos – Dudu Vieira, Zé Roberto, Gérson e Paulinho Boia (São Bento); Ricardo Ryller (Bragantino)

Público – 2.018 pagantes

Renda – R$ 19.225,00

Local – Estádio Walter Ribeiro (CIC)

Comentários

CLASSICRUZEIRO