Esporte São Bento

Chuva e paralisação marcam empate do Bentão em aniversário

Jogo foi paralisado pelo árbitro aos 37 minutos do segundo tempo por conta da forte chuva
O empate quebra a sequência de vitórias do São Bento. Crédito da foto: Jesus Repórter Autônomo

 

Debaixo de muita chuva e com direito a 40 minutos de paralisação, o São Bento comemorou os 105 anos de sua fundação empatando em 2 a 2 com o Figueirense na noite desta sexta-feira  (14), no Orlando Scarpelli pela 27ª rodada da Série B. O jogo foi paralisado pelo árbitro Grazianni Maciel Rocha aos 37 minutos do segundo tempo pela falta de condições de jogo por conta da forte chuva que “inundou” o gramado. Após quase um tempo inteiro, com muita argumentação dos dois lados, Rocha apitou o final do jogo — algo permitido tendo em vista que haviam se passado mais de dois terços da partida — o que agradou mais o lado beneditino, cujos jogadores defendiam o término. Já os catarinenses deixaram o campo reclamando bastante da decisão da arbitragem.

O empate quebra a sequência de vitórias do São Bento — que por outro lado segue invicto há quatro jogos — e deixa o clube na 12ª colocação com 35 pontos, enquanto o Figueirense segue em 8º agora com 39. Na próxima rodada, o Bentão recebe o Boa Esporte no CIC enquanto o Figueira viaja para encarar o Londrina.

Leia mais  Lutador sorocabano é o melhor do Forja de Campeões 2020

Com bola rolando — ainda que pouco, já que a chuva não deu trégua e as poças fizeram boa parte do trabalho das defesas, atrapalhando os jogadores a todo instante –, apesar da igualdade, não faltaram emoções. E nem gol bonito. Logo aos 13’, a Dudu Vieira levou a melhor em dividida e invadiu o lado esquerdo da defesa catarinense antes de rolar para Francis, na pequena área, só completar para o gol. Mas não houve muito tempo para comemorar, já que três minutos mais tarde, Elton pegou de primeira uma bola desviada pelo alto para empatar a partida.

No segundo tempo, os dois times mexeram, com o São Bento promovendo a estreia de Zezinho no lugar de Marcelo Cordeiro, que atuou improvisado no meio-campo e o Figueirense com André Santos na vaga de Renan Mota. E mesmo com pouco tempo em campo, os dois jogadores seriam responsáveis diretos por mais duas bolas na rede. Primeiro os donos da casa viraram, mais uma vez com Elton, que após cruzamento para a área e desvio de André Santos, escapou da marcação para, mais uma vez, vencer Rodrigo Viana aos 8’.

Pela primeira vez em desvantagem, o Bentão partiu para cima e foi aí que Francis resolveu presentear o clube pelo 105º aniversário. Em cobrança de falta de Zezinho pela direita, a bola sobrou para Francis emendar uma linda bicicleta e, além de garantir um ponto para o Azulão, confirmar a boa fase: em cinco partidas pelo clube, ele chegou ao quinto gol.

Leia mais  São Bento sai na frente, mas cede empate ao Taubaté no Vale: 1 a 1

A partir daí o Figueirense tentou esboçar uma pressão, mas a chuva apertou e tornou cada vez mais difícil a prática do futebol. Antes da interrupção da partida ainda houve tempo para que os jogadores dos dois times se estranhassem, mas a temperatura cessou com a paralisação, até congelar com o apito final tardio, que ainda deve render assunto por um bom tempo fora de campo.

 

 

Figueirense 2 x 2 São Bento

Figueirense – Denis; Raul, Nogueira, Cleberson e Diego Renan; Pereira, Betinho, Renan Mota (André Santos), Jorge Henrique (Juninho) e Gustavo Ferrareis; Elton. Técnico: Rogério Micale
São Bento – Rodrigo Viana; Tony, Ewerton Páscoa, Anderson Salles e Pedro Botelho; Fábio Bahia, Dudu Vieira e Marcelo Cordeiro (Zezinho); Luidy, Francis (Gabriel Vasconcelos) e Ronaldo. Técnico: Marquinhos Santos
Gols – Francis aos 13’, Elton aos 16’ do 1T, aos 8’ e Francis aos 17’ do 2T
Cartões amarelos – Gustavo Ferrareis, Nogueira (Figueirense), Ewerton Páscoa e Tony (São Bento)
Público – 1.547 pessoas
Renda – R$ 31.960
Árbitro – Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Local – Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis

Comentários
Assuntos