São Bento

São Bento trabalha duro no primeiro treino aberto de Milton Mendes

Técnico cobrou bastante os jogadores durante o trabalho no CT da Fazenda dos Ipês
Bentão trabalha duro
Técnico cobrou bastante os jogadores durante o trabalho no CT da Fazenda dos Ipês. Crédito da foto: Fábio Rogério (3/9/2019)

O técnico Milton Mendes, em sua entrevista de apresentação oficial como novo treinador do São Bento, falou sobre os três pilares que sustentam a sua postura profissional: trabalho, organização e disciplina. E todos esses pontos puderam ser vistos na tarde desta terça-feira (3) no primeiro treinamento aberto à imprensa. A atividade no CT Fazenda dos Ipês durou cerca de 1h30min.

Na parte da manhã, os jogadores realizaram um treinamento físico. E, segundo pessoas do clube, foi uma atividade forte. À tarde, o trabalho foi técnico e tático e a intensidade se manteve. O primeiro exercício, ainda no aquecimento, já mostrava outro ponto que Milton falou em sua entrevista: cobrança.

Os jogadores foram divididos em grupos de sete jogadores. Quatro se posicionavam em um círculo. No centro, três atletas; dois, com coletes, eram responsáveis por interceptar os passes e um terceiro era o pivô. O objetivo era trocar passes laterais de forma rápida, por pelo menos duas vezes, e encontrar o pivô no centro na terceira oportunidade.

A todo momento era possível ouvir a voz de Milton Mendes: “Tá ruim pessoal, a bola é no chão, temos que melhorar”. Antes do início do trabalho de saída de bola, cobrou rapidez no posicionamento para a atividade. No primeiro modelo, os zagueiros iniciavam o trabalho. O segundo era do goleiro direto para os laterais. O terceiro, com os volantes buscando o jogo com o goleiro, entre os defensores.

Milton Mendes orientava os jogadores e os questionavam se haviam entendido o que estavam fazendo. Na sequência, os atletas foram divididos em dois times de dez atletas. O provável time titular, contou com: Renan Rocha; Marcos Martins, Joílson, Guilherme Mattis e Guilherme Romão; Fábio Bahia e Paulinho; Caio Rangel, Fabrício Oya e Paulinho Boia; Zé Roberto. O goleiro é o único já confirmado por Milton.

O trabalho com os 11 titulares foi em campo reduzido, em que o time que deverá entrar em campo contra o Figueirense (na sexta-feira, às 18h45, em Sorocaba), defendia dois gols. O objetivo foi treinar o balanço defensivo da equipe. Duas trocas foram efetuadas: Gérson no lugar de Guilherme Mattis; e Cafu na vaga de Fabrício Oya. Para encerrar o dia, os jogadores praticaram finalizações. (Zeca Cardoso)

Leia mais  Palmeiras faz primeiro treino sob supervisão do estafe de Mano Menezes
Comentários

CLASSICRUZEIRO