Esporte São Bento

São Bento mira em Walter, Kleber Gladiador e Cavalieri para 2019

O atacante Kleber esteve próximo de defender o time de Sorocaba neste ano
Bentão sonha alto
Walter viveu sua melhor fase no Goiás. Crédito da foto: Arquivo JCS (10/10/2013)

Em busca de reforços para a temporada 2019, o São Bento mira no goleiro Diego Cavalieri e nos atacantes Kleber Gladiador e Walter. A informação é da rádio Cruzeiro FM 92,3. Além deles, o meia Alan Mineiro, que já defendeu o Corinthians e disputou a Série B pelo Vila Nova — tendo marcado gol, inclusive, contra o próprio Bentão no último sábado (24) — é outro nome que agrada diretoria e comissão técnica. Destes nomes, Cavalieri e Kleber teriam a contratação mais difícil por conta do orçamento do clube, que não se propõe a “fazer loucuras” para reforçar o elenco.

Kleber esteve próximo de defender o São Bento em 2018. O atacante de 35 anos chegou a um acordo com o clube para a reta final da Série B, mas o limite de transferências de atletas vindos da mesma divisão impediu a contratação (embora não tivesse atuado na competição, ele havia sido inscrito pelo Coritiba). Ex-jogador de Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio, entre outros times, Kleber tem acordo para defender o Austin Bold, da segunda divisão norte-americana, no ano que vem, e teria de abrir mão do acerto para permanecer no Brasil.

Diego Cavalieri, por sua vez, está sem clube desde que deixou o Crystal Palace ainda no primeiro semestre do ano, sem ter atuado pelo clube inglês. Prestes a completar 36 anos, o goleiro chegou a ser consultado pelo campeão inglês Manchester City para reforçar a equipe em agosto, por conta de lesão sofrida pelo chileno Claudio Bravo, mas o negócio não avançou. No Brasil, ele defendeu o Fluminense por sete temporadas e foi campeão brasileiro em 2012, tendo feito mais de 300 partidas pelo clube carioca. Pela seleção brasileira ele foi campeão da Copa das Confederações, no banco de reservas.

Já Walter — que estaria com a negociação mais avançada com o Azulão — é um caso curioso do futebol. Nesta temporada ele defendeu o CSA na Série B, participando da campanha do acesso à primeira divisão, e em 15 jogos marcou apenas dois gols. Com passagens por Internacional, Fluminense, Cruzeiro e Goiás (onde viveu a melhor fase da carreira, marcando muitos gols), além do futebol português, Walter acumula 10 clubes ao longo da carreira e enfrenta frequentemente problemas com a balança, tendo estado os últimos anos visivelmente acima do peso ideal.

Comentários

CLASSICRUZEIRO