Esporte São Bento

São Bento fica a um passo do rebaixamento para a Série A2

Apesar do discurso de esperança, nos bastidores do Azulão o clima é de que a queda é iminente
A um passo do rebaixamento
Com um futebol decepcionante, o São Bento chega à 10ª rodada sem conseguir uma vitória sequer. Crédito da foto: Fábio Rogério

Apesar de o discurso adotado no São Bento ser de esperança de que o time não caia para a Série A2 do Campeonato Paulista, nos bastidores do clube o clima é de que a queda é iminente e apenas uma questão de tempo. A derrota em casa para a Ponte Preta no último domingo (10) aumentou para 10 o número de jogos sem vencer no estadual.

Já são 13 consecutivos, contabilizando as três rodadas finais da Série B de 2018, marca que supera a sequência negativa de 12 duelos sem vitória acumulados em 2011, ano do infame rebaixamento à Série A3. Para piorar, o próximo compromisso do Azulão é diante do Red Bull Brasil — que tem a segunda melhor campanha do Paulistão 2019 e não perde desde a segunda rodada — fora de casa.

Leia mais  São Bento é derrotado pela Ponte Preta em casa

 

Na entrevista coletiva após o jogo, Silas saiu em defesa dos jogadores, que foram bastante criticados pela torcida durante e depois da derrota de domingo. “Não falta vergonha na cara dos atletas”, garantiu. Admitindo um time “irreconhecível” no primeiro tempo, o comandante falou em “juntar os cacos” e admitiu a dificuldade de reverter o quadro, mas se apegou à matemática, evitando inclusive falar no futuro da equipe pós-Campeonato Paulista. “Não posso pensar em qualquer coisa a não ser os dois próximos jogos. Temos de pensar nisso e, depois, no futuro”, disse.

Jogadores experientes e antigos no clube como Henal e Fábio Bahia deram declarações emocionadas após o apito final. Enquanto o volante chorou diante dos microfones, se dizendo envergonhado, o camisa 1 voltou a cobrar uma mudança de atitude do grupo e citou, inclusive, que por morar em Sorocaba sente ainda mais os reflexos da má fase. “Recebemos críticas em todos os lugares, no mercado, no shopping. E tem muita gente que está aqui, acabando o campeonato vai embora e não vai sentir o que a gente sente.”

Como já havia acontecido após o empate sem gols contra a Ferroviária, a torcida voltou a protestar em frente ao CIC, cobrando especialmente o presidente Márcio Rogério Dias, mas também outros membros da diretoria e atletas. Com apenas quatro pontos, o São Bento depende de um verdadeiro “milagre” para se manter na elite do Estadual em 2020.

Jogo-treino

Em jogo-treino realizado na tarde desta segunda-feira (11), o São Bento venceu o Grêmio Osasco por 2 a 0. O treinador Silas aproveitou principalmente os jogadores que não atuaram contra a Ponte Preta. Foram dois tempos de 35 minutos e na etapa inicial Tiago Luis abriu o placar batendo de fora da área. Já no segundo tempo, após diversas alterações, Henan cobrou pênalti sofrido por Joãozinho e fechou o placar. (César Santana)

Comentários

CLASSICRUZEIRO