Esporte São Bento

São Bento empata com o Corinthians e vê descenso à Série A2 mais perto

Placar de 1 a 1 poderia ter sido diferente se Alecsandro não tivesse perdido chance incrível nos acréscimos
São Bento x Corinthians
Apesar de boa atuação, placar por 1 a 1 contra o Corinthians foi ruim para o São Bento. Crédito da Foto: Fábio Rogério (2/3/2019)

Pela primeira vez em 2019, o São Bento fez por merecer uma vitória — mas ficou no empate por 1 a 1 com o Corinthians na tarde deste sábado (2), no Estádio Municipal Walter Ribeiro (CIC).

Mesmo jogando melhor praticamente os 90 minutos — a equipe chegou a ter dois gols corretamente anulados, um deles num lance milimétrico –, o Bentão não conseguiu pôr fim ao jejum, que agora é de 12 jogos sem vencer, sendo oito deles no Paulistão. Segue na lanterna da competição, agora três pontos atrás da primeira equipe fora da zona de rebaixamento, restando apenas três rodadas para o fim da fase de grupos.

O desespero da torcida foi ainda maior já que Alecsandro teve no fim a chance de dar a vitória ao Azulão, mas perdeu um gol inacreditável.

Leia mais  São Bento recebe o Corinthians por sobrevivência no Paulistão

 

Com a necessidade de vitória, Silas armou uma equipe mais ousada, apenas com Fábio Bahia na cabeça de área, e outros jogadores ofensivos do meio para a frente, como Alex Maranhão e Paulo Henrique. Mas a primeira grande chance foi do Corinthians: logo aos 2 minutos, Danilo Avelar cruzou da esquerda e Boselli pegou de primeira, exigindo grande defesa de Henal. No rebote, Richard desperdiçou.

Com o jogo sob controle, mas com poucas oportunidades criadas, o Bentão foi castigado no fim da primeira etapa. Aos 38, Sornoza fez boa jogada pela esquerda e tocou para Clayson, que acertou uma bomba no ângulo de Henal: 1 a 0. Para o camisa 25 do Corinthians, valeu o fim de um jejum que durava quase um ano sem marcar.

Segundo tempo

Na volta para o segundo tempo, o São Bento voltou disposto a evitar o pior e logo aos 5’, Paulo Henrique exigiu de Cássio uma grande defesa chutando de longa distância. Cinco minutos depois, Luizão balançou as redes completando cobrança de falta, mas ele estava impedido e o árbitro assinalou.

O time seguiu pressionando até chegar ao empate aos 15: após cobrança de escanteio pela esquerda, a bola sobrou com Edson Ratinho do outro lado, que cruzou no segundo pau e encontrou o baixinho Paulo Henrique. Livre de marcação, ele nem precisou sair do chão para testar no contrapé de Cássio e deixar tudo igual. O camisa 18, que já vinha pedindo passagem no time titular, corou com o gol a boa atuação que vinha tendo.

Com o atacante Cafu estreando no lugar de Eder Luis, o Bentão ganhou mais mobilidade e acuou o Corinthians. Melhor pelo alto, Wesley voltou a exigir de Cássio uma grande defesa. Logo em seguida, a polêmica: em cobrança de falta pela direita, Alecsandro desviou para o fundo do gol, mas a arbitragem novamente marcou posição irregular do ataque beneditino.

O lance gerou muita reclamação, principalmente porque o assistente chegou a “ameaçar” correr para o meio antes de levantar a bandeira. O camisa 9 do Azulão, porém, estava um pouco à frente do último defensor.

Já aos 47’, Alecsandro protagonizou um lance difícil de se acreditar. João Paulo arriscou de fora da área e Cássio buscou. A bola ainda bateu na trave e voltou no pé do centroavante que, com o gol escancarado, escorregou e finalizou mal, não conseguindo dar direção à bola, que passou em frente à meta. Avelar ainda assustaria pegando a sobra na área, mas o empate persistiu. Pior para o Bentão, que vê os adversários na luta contra o rebaixamento abrirem vantagem.  (César Santana)

Ficha técnica

São Bento 1 x 1 Corinthians

São Bento –
Henal; Ratinho, Ewerton Páscoa (Wesley), Luizão e Mansur; Fábio Bahia, Eder Luis (Cafu), Alex Maranhão, Mazola e Paulo Henrique; Alecsandro. Técnico: Silas

Corinthians – Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Marllon e Danilo Avelar; Junior Urso, Richard (Pedrinho) e Sornoza; Clayson (Gustavo Silva), Vágner Love e Boselli (Gustavo). Técnico: Fábio Carille

Gols – Clayson aos 38’ do 1T e Paulo Henrique, aos 15’ do 2T

Árbitro – Luiz Flávio de Oliveira

Cartões amarelos – Clayson, Pedro Henrique (Corinthians), Wesley e Luizão (São Bento)

Público – 9.221 pessoas

Renda – R$ 440.645

Local – Estádio Municipal Walter Ribeiro (CIC)

 

Comentários

CLASSICRUZEIRO