Esporte São Bento

São Bento cede o empate no final da partida contra o Vila Nova

Com o resultado, o Bentão terminou a Série B com 47 pontos e escapou do rebaixamento
São Bento fez os dois gols de pênalti, mas o Vila reverteu o resultado. Crédito da foto: Erick Pinheiro

O São Bento encerrou o ano de 2018 e sua participação na Série B do Campeonato Brasileiro com um empate por 2 a 2 com o Vila Nova de Goiás, na tarde de sábado (24), no Estádio Municipal Walter Ribeiro, em Sorocaba. A equipe esteve perto de presentear a torcida com uma vitória em sua despedida, mas desatenções na defesa custaram o resultado positivo aos 48 minutos do segundo tempo.

Com o empate, o Bentão chegou ao fim de 38 rodadas da competição com 47 pontos, na 13ª colocação, enquanto o Vila ficou em sétimo, com 57. As duas equipes disputarão a mesma divisão em 2019 e agora devem entrar em período de férias antes da pré-temporada para o ano que vem.

Após um início de jogo movimentado, com chances dos dois lados, o zagueiro Elias, do Vila, cometeu um pênalti bobo ao erguer os dois braços e tocar com a mão uma bola cruzada na área. Na cobrança, Marcelo Cordeiro bateu firme, no canto oposto ao escolhido por Mateus Pasinato, para fazer 1 a 0.

Leia mais  Henal e Marcelo Cordeiro renovam contrato com o São Bento

 

A partir de então, o São Bento começou a esfriar demais o jogo e quase levou o empate ainda na primeira etapa: em bate-rebate dentro da área, os goianos tiveram duas chances em sequência, mas pararam em Henal e na trave antes de cometerem falta de ataque. Ainda antes do intervalo, Diogo Oliveira chegou a marcar o segundo gol completando de cabeça na pequena área, mas a arbitragem assinalou impedimento – a TV mostrou, no replay, que ele estava em condições legais.

Na volta para o segundo tempo, o Vila Nova voltou disposto a buscar o resultado e criou várias boas chances diante de um São Bento que se fechou na defesa. Aos 34’, Alan Mineiro encontrou Mateus Anderson com liberdade na área e o meia desviou no canto para empatar.

Já próximo do fim, Branquinho, que entrou bem na partida na vaga de um apagado Joãozinho, invadiu a área pela direita e o árbitro viu pênalti em disputa com Diego Giaretta. Cordeiro mais uma vez foi para a bola e, desta feita, cobrou no canto direito alto de Pasinato.

Quando tudo parecia caminhar para uma vitória de despedida, já aos 48’, Henal fez grande defesa em cabeçada de Reis, mas no rebote, a bola acabou nos pés de Alan Mineiro, que tocou de calcanhar, com categoria, para dar números finais à partida. (César Santana)

Comentários

CLASSICRUZEIRO